Incêndio suspeito em Delegacia de Ribeirão das Neves é investigado

Fernando Zuba - Do Hoje em Dia
06/11/2012 às 06:52.
Atualizado em 21/11/2021 às 17:54
 (Flávio Tavares/Hoje em Dia)

(Flávio Tavares/Hoje em Dia)

O secretário de Estado de Defesa Social(Seds), Rômulo de Carvalho Ferraz, determinou na última segunda-feira (5) que a Polícia Civil apure e mantenha o órgão informado sobre as circunstâncias do incêndio que destruiu centenas de documentos arquivados na 3ª Delegacia Regional de Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana da Belo Horizonte (RMBH).

A secretaria quer também informações atualizadas da estrutura da unidade onde aconteceu o fato. Embora o fogo tenha atingido uma unidade policial, não houve perícia. Foram inutilizados inquéritos e provas documentais. A ocorrência foi registrada na última sexta-feira e noticiada com exclusividade pelo Hoje em Dia.

Segundo uma fonte da corporação, uma equipe especializada em incêndios, desabamentos e explosões do Instituto de Criminalística deveria ter sido requisitada imediatamente após o episódio com o objetivo de fazer levantamentos no local. “Bens do Estado foram destruídos. Isso reforça a hipótese de que o incêndio tenha sido criminoso”, alerta.

FOGO NO ENTULHO

Por meio de nota, o delegado regional de Ribeirão de Neves, Hamilton Figueiredo, esclareceu que a unidade passa por uma pequena reforma. Segundo ele, o incêndio aconteceu no entulho da obra, no pátio da delegacia. “Os papéis destruídos, antigos e sem valor documental, não fazem parte de inquéritos”, afirmou.

Porém, policiais da unidade disseram que investigações inconclusas foram destruídas. Ainda de acordo com os agentes, fichas de detentos, boletins de ocorrências, além de diferentes tipos de provas documentais, como exames clínicos e laboratoriais, e produtos de roubo recuperados pela polícia foram consumidos pelas chamas.

Um investigador afirmou que o trabalho do Judiciário ficaria comprometido, uma vez que várias provas foram inutilizadas pelo fogo.

sucateamento

Na avaliação do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil de Minas Gerais (Sindpol), independentemente de uma investigação para solucionar o caso, a situação da delegacia de Neves mostra o sucateamento da corporação.

“As sequelas já estão sendo sentidas por toda a sociedade, com o aumento epidêmico dos índices de criminalidade violenta”, informa o sindicato, também em nota.

A reportagem esteve em Ribeirão das Neves e comprovou a precariedade da 3ª Delegacia Regional. Vazamentos hidráulicos e gambiarras elétricas são comuns.

CURTO

Na visita, policias especularam que o fogo pode ter sido provocado por um curto-circuito. Um vazamento de água teria atingido fios desencapados. A falta de manutenção também é motivo de reclamação dos policiais.

Compartilhar
Logotipo Hoje em DiaLogotipo Hoje em Dia

Fale conosco: (31) 3253-2207

ASSINEDigitalATENDIMENTO AO ASSINANTEBelo Horizonte 31 3236-8000Interior 31 3236-8000
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por