preconceito

Secretária vítima de homofobia toma posse no mesmo dia em que agressor é indiciado pela polícia

Vanda Sampaio
vsampaio@hojeemdia.com.br
08/03/2022 às 21:19.
Atualizado em 08/03/2022 às 21:26
 (Prefeitura de Itabira / Divulgação)

(Prefeitura de Itabira / Divulgação)

"O lugar da mulher é onde ela quiser. Minha orientação sexual não pode colocar em cheque meu profissionalismo e a minha competência"

A afirmação é da nova secretária de educação de Itabira, Laura Souza, que  tomou posse nesta terça-feira (8), depois de ter sido alvo de ataques homofóbicos do presidente do Partido Social Cristão (PSC) em Itabira, Dalton Albuquerque.

A solenidade de posse ocorreu no mesmo dia em que a Polícia Civil indiciou o presidente municipal do PSC pelo crime de homofobia contra a nova secretária de educação. A pena pode chegar a 5 anos de prisão. 

O delegado responsável pela investigação, Diogo Moureira, concluiu que o comportamento do presidente do partido no município promoveu o discurso de ódio, incitou a discriminação, a hostilidade e a violência contra pessoas em razão da orientação sexual ou identidade de gênero. 

Dalton Albuquerque publicou um vídeo nas redes sociais em que usa imagens e textos preconceituosos com o objetivo de agredir a imagem da nova secretária, que é homossexual e atua como ativista em movimentos LGBT em Itabira. 

“ A incitação da discriminação evidencia-se pelo uso de imagens e vídeos de manifestações sociais, representativas  da luta por reconhecimento e por direitos pelas pessoas LGBTQIA+ associadas a frases de ordem e incitadoras de repúdio social”, argumenta o delegado. 

Leia Mais

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por