A ÚNICA DE 2022

Sexta-feira 13: muita gente não abre mão de amuletos e ervas para afastar energias negativas

Clara Mariz
@clara_mariz
13/05/2022 às 07:30.
Atualizado em 13/05/2022 às 09:04
 (Maurício Vieira / Hoje em Dia)

(Maurício Vieira / Hoje em Dia)

É hoje! Sexta-feira 13, a única de 2022. A data remete a crendices e mitos populares. Tem gente que não abre mão de amuletos, defumação de ambiente e banhos de ervas para afastar energias negativas e assegurar proteção. Mas será que a data representa, de fato, um dia de terror ou azar?

A reportagem do Hoje em Dia foi ao Mercado Central, no Centro de Belo Horizonte, e conversou com comerciantes de lojas de ervas naturais e produtos holísticos. Eles garantem que há quem goste ou não da data, mas que vale tudo para se proteger.

Evandro de Oliveira Alves, proprietário da loja Arco-Íris, explica que quando o dia se aproxima há um aumento na procura de banhos de proteção, defumadores, incensos e imagens da sorte.

(Maurício Vieira / Hoje em Dia)

(Maurício Vieira / Hoje em Dia)

Também adepto às simpatias, Alves explica que a data não é sinônimo de azar e sim de proteção e sorte. O empresário diz que na Umbanda o dia é considerado do Preto Velho, uma entidade protetora, mas que seu significado acabou sendo modificado por algumas culturas até chegar ao famoso “dia do azar”. 

De acordo com o místico Alexandre Cigano, conhecido por fazer previsões, as “vibrações” desta sexta-feira (13) serão de mudanças. Ele conta que o dia é importante para as pessoas que gostam de fazer simpatias para a sorte e como será a única do ano, a data estará mais "carregada de vibrações positivas”.

(Maurício Vieira / Hoje em Dia)

(Maurício Vieira / Hoje em Dia)

Simpatias 

Entre as ações mais comuns do dia estão o uso de trevo de quatro folhas, ferraduras ou folha de arruda junto ao corpo ou nas portas das residências. 

(Maurício Vieira / Hoje em Dia)

(Maurício Vieira / Hoje em Dia)

Desde de criança, Leonora de Oliveira Rocha, de 28 anos, tem o hábito de usar amuletos para se proteger. Ela conta que aprendeu as simpatias com sua mãe. Além das ervas, ela acredita no poder das velas e as acende em momentos em que é preciso agradecer por algo. “Em casa eu tenho o costume de tomar banhos de proteção, principalmente quando estou começando algum processo, como um novo trabalho”, disse. 

Ao contrário do que muita gente pensa, passar por um gato preto é símbolo de força e não azar. Alexandre Cigano explica que o animal possui tanto força positiva quanto negativa e quando as pessoas cruzam com eles devem fazer três pedidos, “que serão concretizados ao longo do ano”. 

Confira algumas simpatias que podem ser feitas nesta sexta-feira (13):

  • Para o dinheiro render mais: pegue 1 real e coloque-o sobre a grama de uma praça ou jardim. Deixe o dinheiro durante três dias e depois o retire colocando em um saquinho de pano. Fazendo dele um amuleto.
  • Para ter sorte no amor: pegue sete rosas brancas e coloque dentro de um vaso sem água até que as pétalas sequem totalmente. Depois faça um pacote com as rosas e deposite na porta de uma igreja que realize bastante casamento.

Cores que podem ser usadas na sexta-feira (13):

  • Azul: a cor simboliza elevação espiritual, otimismo, liderança e progresso..
  • Branco: a cor simboliza pureza, elevação espiritual, paz, energia, luz e toda riqueza do “eu interior”.
  • Lilás: a cor da transmutação e da espiritualidade, é a união do azul com o vermelho que agita, é a cor do entardecer que anuncia transformação do dia em noite, estimulando a nossa capacidade de persistência na dualidade.


 

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por