Pandemia

Um a cada cinco funcionários de bares e restaurantes de Minas foi afastado por Covid ou gripe

Da redação
primeiroplano@hojeemdia.com.br
04/02/2022 às 19:04.
Atualizado em 04/02/2022 às 19:12
Quase 70% dos bares e restaurantes perderam pelo menos um funcionário infectado pela Covid ou pela gripe (Maurício Vieira / Hoje em Dia)

Quase 70% dos bares e restaurantes perderam pelo menos um funcionário infectado pela Covid ou pela gripe (Maurício Vieira / Hoje em Dia)

Os afastamentos de trabalhadores de restaurantes e bares em Minas Gerais por Covid-19 e Influenza dispararam nos últimos dois meses. Pesquisa divulgada pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) revela que 69% das empresas do segmento registraram pelo menos um tipo de afastamento entre dezembro do ano passado e janeiro deste ano. A média foi de um a cada cinco colaboradores afastados de suas funções devido às doenças. O levantamento ouviu 256 empresários mineiros entre 15 e 27 de janeiro.

Em relação ao faturamento dos estabelecimentos, os números apontam que houve um alívio no caixa de bares e restaurantes de Minas. A entidade informou que 41% das empresas registraram prejuízos ao longo de 2021, contra 31% que tiveram lucratividade.

No entanto, o respiro veio no último mês do ano, quando 46% dos empresários tiveram lucro. A média é superior à nacional, que ficou em 42%. Para o presidente da Abrasel, Paulo Solmucci, o cenário é de otimismo. "A boa notícia é que quase metade dos estabelecimentos já está trabalhado com lucro em Minas. Os afastamentos de funcionários preocupam, mas deve ser um fator sazonal, segundo os especialistas em saúde pública".

Em comparação com dezembro de 2020, primeiro ano da pandemia, 70% dos entrevistados disseram ter melhores resultados no mesmo mês do ano passado. 

Leia mais:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por