Zema dispensa residência oficial e aluga casa na Pampulha

Da Redação
02/01/2019 às 18:58.
Atualizado em 05/09/2021 às 15:50
 (Maurício Vieira )

(Maurício Vieira )

O novo governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), afirmou nesta quarta-feira (2) que alugou uma residência próxima à Lagoa da Pampulha, local para onde irá se mudar nas próximas duas semanas. Zema dispensa, assim, a moradia oficial, no Palácio das Mangabeiras, localizado na região Centro-Sul de Belo Horizonte.. 

A afirmação foi feita em entrevista ao portal de notícias G1. De acordo com Zema, a escolha visa a facilidade de transporte para o trabalho, na Cidade Administrativa. O novo governante disse que os custos com o aluguel serão pagos por ele, sem utilização de dinheiro público. 

13º dos servidores

Mais cedo, o governador lamentou a situação dos servidores que não receberam o 13º salário, mas reconheceu que o Estado não tem condições de pagar o vencimento "tão cedo". "A partir de hoje (quarta) é que vamos estar levantando esses dados, mas nós sabemos que a situação de Minas é extremamente delicada, é um Estado que está falido".

Zema indicou que poderá priorizar repasses aos municípios em vez do pagamento do benefício. "Não que nós não gostaríamos de fazer isso (pagar o 13°), mas por impossibilidade. Vale lembrar que nós já temos prefeituras, principalmente na região nordeste do Estado, Vale do Mucuri, do Jequitinhonha, que já estão atrasando o pagamento de professores há três, quatro meses, que estão sem receber. Então nós vamos ter que priorizar aquilo que é mais grave. E não é uma decisão fácil. Lamento muito. Mas com o tempo, com muito trabalho, nós vamos regularizar isso".

O chefe do executivo estadual também declarou que será necessário "abrir o baú, e não sabemos se ali dentro tem aranha, se é escorpião, se é cascavel". A declarações foram dadas durante entrevista ao jornal "Bom dia Minas", da Rede Globo.

Doação do salário

Zema também disse que, por lei, não poderá abrir mão do próprio salário. "Tive acesso agora ao dado que, por lei, eu serei obrigado a ter o crédito do meu salário em conta corrente, mas eu vou doar o meu salário mensalmente para uma instituição de caridade". A primeira entidade beneficiada deverá ser a Apae do município de Maravilhas, na região Central do Estado. 

Brasília

O governador negou que a indicação de um general, Mário Araújo, para a Secretaria de Segurança Pública de Minas Gerais tenha como objetivo ajudar nas relações com governo de Jair Bolsonaro (PSL), que também indicou militares para cargos. Zema reconheceu, porém, que isso pode ajudar no contato entre Minas e a União. "Ele (o secretário) inclusive estudou na mesma época do presidente Bolsonaro na academia militar", disse.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por