A Covid, a máscara e o super-herói moderno

Opinião / 17/04/2021 - 06h00

 

Mauro Condé*

 

“Com solidariedade vamos vencer essa batalha, ninguém estará a salvo, enquanto todos não estiverem salvos” Michael Ryan – Diretor da OMS

 

Acabo de voltar de uma viagem rumo ao conhecimento, usando como meio de transporte excelentes matérias, reportagens e artigos sobre Medicina e Saúde.

 

Eles me levaram para a China do início do século passado, onde fui recebido pelo médico epidemiologista Lien-teh Wu, a quem fui logo pedindo:

 

Ensina-me algo que eu ainda não saiba e tenha o poder de mudar a minha vida para melhor.

 

Em tempos de pandemia seja mais solidário, aumente exponencialmente a sua empatia e faça a sua parte para o mundo melhorar.

 

Pessoalmente aprendi que o melhor jeito de enfrentar nossos medos é invocar aquela criatividade que tínhamos quando crianças

Natural de Penang e recém-formado na famosa Universidade de Cambridge, Wu foi contratado pela Corte Imperial Chinesa para ajudar no combate a uma praga mortal, quase 100% letal que estourou na China em 1910.

 

A crença da época era a de que a praga era transmitida por pulgas, mas após realizar uma autópsia em uma das vítimas, Wu quebrou o paradigma médico vigente e provou que a praga vinha pelo ar.

 

Ele desenvolveu uma máscara inovadora, mais dura, feita de gaze e algodão e a enrolou em volta do rosto com um elástico, adicionando várias camadas de pano para filtrar as inalações e inventou a hoje conhecida máscara N95 também usada para combater a Covid.

 

Trabalhou como um incansável evangelista no convencimento da população para o uso diário da máscara de maneira ampla e irrestrita.

 

Estabeleceu com sucesso postos de quarentena e hospitais de campanha.

 

Restringiu as viagens por um período de tempo, contribuindo decisivamente para o fim da pandemia.

 

Pessoalmente aprendi que o melhor jeito de enfrentar nossos medos é invocar aquela criatividade que tínhamos quando crianças.

 

Toda vez que uma criança tem medo, ela fantasia, se escora e até copia seus super-heróis com o intuito de combater seus grandes inimigos.

 

Em tempos de pandemia, os médicos se tornaram os grandes e verdadeiros super heróis.

 

Tente copiá-los - em qualquer filme sobre medicina, em qualquer hospital da vida real, os médicos trabalham o dia inteiro de máscara - porque a missão deles é salvar vidas.

 

Finalizo com um muito obrigado a todos os incansáveis profissionais de saúde nesses tempos tão difíceis e com um caloroso apelo para você:

 

A combinação máscara, álcool gel e distanciamento seguro salva.

 

Faça como os super médicos - use máscara para salvar vidas!

 

*Palestrante, Consultor e Fundador do Blog do Maluco.

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários