A fórmula para a inteligência

Opinião / 10/05/2016 - 06h00

(*) Mauro Condé

A fórmula de um bilionário famoso para aumentar a sua inteligência: Esta fórmula eu descobri lendo a biografia deste bilionário super famoso e muito bem sucedido por longas décadas seguidas.

Trata-se de Warren Buffett, um grande investidor e homem de negócios conhecido e reconhecido pelo mundo afora pela sua fortuna, pelas suas empresas e pelo incrível processo de tomada de decisão.

Eu estava mergulhado dentro de um dos livros que contam a sua história quando me deparei com esta pergunta feita a ele durante uma entrevista:
Como ficar mais inteligente?
“–LEIA MUITO!”

Esta foi uma das melhores respostas que já vi em todos os textos que já li na minha vida inteira. Buffett disse que ler é uma das tarefas que tomam mais o seu tempo na vida, é a tarefa que mais ocupa o seu tempo diário. Ele se denomina um leitor e um pensador de dia inteiro.

Um dos argumentos que ele apresenta para este hábito vem de uma metáfora com seus conhecimentos de finanças: Conhecimento se acumula como juros compostos!

Ele alega que não ficou mais inteligente porque ficou bilionário, mas que ficou bilionário por ter ficado mais inteligente, utilizando esta fórmula simples. Leia muito, pense muito e faça sempre uma análise crítica do que você lê, emenda ele.

Eu, pessoalmente, gosto muito de ler e me sinto um seguidor da fórmula de Buffett. Acredito que ler seja a melhor maneira de fazer a transferência para dentro de nossas mentes do que passa e já passou pelas mentes mais inteligentes do mundo em todos os tempos.

Mais do que passar a vida tentando copiar os outros e vivendo no piloto automático, devemos procurar acumular conhecimento como forma de aproveitar melhor a vida e o tempo que dispomos.

Procure diversificar o que lê, de forma que você adquira cultura suficiente para ostentar uma inteligência privilegiada. Por fim uma das coisas que mais me chamou a atenção ao descobrir a fórmula de Buffet foi quando ele percebeu que precisaria dedicar mais tempo para a leitura.

Certa vez ele fez um balanço da sua vida e tentou descobrir quem era o maior de todos os seus clientes e descobriu que era ele mesmo e que para progredir na vida, precisaria focar ainda mais neste seu cliente tão importante.

Então ele tomou a decisão de vender para si mesmo uma hora por dia, reservar uma hora por dia para atualizar a sua leitura (hoje ele gasta muito mais tempo do que isto neste hábito).

São horas que ele reserva para melhorar a si mesmo – como investimento de longo prazo. Ele ensina que ler apenas não é o suficiente – é preciso se colocar em prática o que você lê e procurar transmitir o que você sabe e aprende para os outros.

Portanto, se você pretende ser uma pessoa ainda melhor na vida, leia, leia muito, leia mais e leia melhor e principalmente compartilhe o que você aprende e o que você sabe como formar de ajudar a melhorar as pessoas e o mundo em que vivemos.

*Consultor de Empresas e fundador do http://oblogdomaluco.com.br/

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários