Animal de barriga cheia não caça

Opinião / 11/12/2018 - 07h00

*Mauro Condé

Acabo de voltar de uma viagem rumo ao conhecimento, usando como meio de transporte excelentes livros sobre negócios. Eles me levaram aos Estados Unidos, onde fui recebido por Jeffrey Bezos, dono da Amazon, uma das empresas com o maior número de clientes do mundo. Fui logo pedindo a ele:

Ensina-me algo que eu ainda não saiba e tenha o poder de mudar a minha vida para melhor.

Animal de barriga cheia não caça!

Seja paranoico por superar as melhores expectativas dos clientes seja “Clientecêntrico”. Uma das coisas que eu mais amo nos clientes é que eles são divina e irritantemente descontentes. Suas expectativas não são nem um pouco estáticas, eles sempre movem a nossa barra de desafios um pouquinho mais para cima. Isso faz parte da natureza humana.

Como animal de barriga cheia não caça, ninguém atinge o seu auge estando em sua zona de conforto. Clientes têm um apetite voraz por um jeito melhor de ser e de fazer as coisas e o que ontem para eles era considerado uma maravilha, amanhã terá se tornado algo ordinário. Esse ciclo de constante melhoria e aumento de exigência será cada vez mais rápido.Os clientes nunca tiveram tanto acesso a um volume tão farto de informações.

Em fração de segundos e com apenas alguns cliques , ele podem ter notícias, comparar preços e diversas informações de múltiplos concorrentes. Ninguém mais pode parar no caminho e descansar sobre os louros da vitória de ontem, pois os clientes, cada vez mais exigentes, jamais permitirão que isso aconteça. Esteja à frente das expectativas e necessidades dos clientes e transforme eventuais falhas e reclamações em novas oportunidades de negócios. Molde a empresa dentro da cultura baseada em altas expectativas e na paranoia pelo melhor atendimento e assim você construirá produtos e serviços cada vez melhores.

Inove, não seja refém da burocracia, adote novas tendências e esteja sempre três anos à frente do tempo e não aceite perder nenhum cliente para a concorrência. Nunca se contente em perder pouco, queira sempre ganhar muito e faça por merecer isso sempre.

(*)Palestrante, consultor e fundador do Blog do Maluco.[/PE_BIOG]{HEADLINE}
 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários