Curvas fazem diferença!

Opinião / 30/07/2020 - 06h00

Pedro Nery Bersan*

As cirurgias plásticas reinventam a imagem pessoal e alimentam a autoestima de milhares de pessoas com diversas inovações e possibilidades. As intervenções estão tão modernas e promissoras que é possível, até mesmo, alterar o contorno corporal com cirurgia de contorno corporal ou body lifting, uma tendência se popularizou recentemente. O procedimento define algumas partes do corpo, proporcionando harmonia e um resultado mais escultural. Geralmente, é procurado por pessoas que, mesmo praticando exercícios físicos frequentes, não conseguem os resultados almejados em decorrência do excesso de pele ou contornos irregulares, quem passou por grande perda de peso como após a realização da cirurgia bariátrica, ou mulheres depois da gravidez.

O procedimento pode ser feito na área abdominal, de forma localizada ou se estendendo pelas laterais do tronco, área inferior das costas, glúteos, virilha, coxas e, até mesmo, os braços, reduzindo o excesso de pele e de gordura entre a axila e o cotovelo. A incisão será feita conforme a quantidade e a localização do excesso de pele para remoção. Há casos em que se opta por um body lifting completo, ou seja, envolve as nádegas, abdômen, cintura, quadris e coxas em um único procedimento. É possível fazer ainda uma combinação de lipoaspiração e lifting cirúrgico para alcançar um melhor contorno, uma vez que esse último não trata, exclusivamente, da remoção do excesso de gordura. 

É preciso ressaltar a importância do procedimento com um profissional adequado, ou seja, cirurgião plástico, em uma clínica ou hospital confiável. O especialista avaliará o caso, indicando se a técnica é, de fato, a mais adequada para cada situação. A pessoa deve estar com o peso estável há, pelo menos, um ano. No caso de lifting pós-cirurgia bariátrica, o prazo para liberação da cirurgia plástica pode ser maior, chegando a 18 meses e o processo deve ser acompanhado por uma equipe multidisciplinar. 

As mães recentes também devem esperar, pelo menos 6 meses, após parar de amamentar e a estabilização do peso.

É crucial esclarecer todos os objetivos, dúvidas, medos e expectativas antes da cirurgia para o profissional atuar focado em proporcionar um resultado mais próximo do esperado. O body lifting contribui, consideravelmente, para a autoestima e o bem-estar, propiciando mais aceitação do próprio corpo. Em alguns casos, como na pós-bariátrica, melhora o conforto da pessoa em sofrimento com o excesso de pele. 

Os resultados da cirurgia são perceptíveis quase imediatamente. Entretanto, para atingir o potencial completo, pode demorar até dois anos. A manutenção do resultado depende de manter um peso estável, boa forma com a prática de exercícios físicos e hidratação. É importante lembrar também que, com o envelhecimento, é comum o aparecimento da flacidez.


* Cirurgião plástico do Hospital Madre Teresa e sócio-diretor da Clínica Bersan

 

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários