Dia Mundial da Internet

Opinião / 14/05/2016 - 06h00

Leonardo Bortoletto (*)

Em 17 de maio, o mundo celebra o Dia Mundial da Internet, data estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2006. A rede mundial de computadores surgiu em um dos momentos mais tensos do século passado, rodeada por segredos de Estado, para se transformar em uma ferramenta que poderia decidir os rumos da Guerra Fria entre Estados Unidos e, a então, União Soviética. Quatro décadas se passaram e o que era guardado a sete chaves virou um dos principais expoentes de uma nova era: a sociedade da informação. 

O surgimento dessa ferramenta configurou uma nova revolução em todos os setores e, principalmente, no comportamento humano. A internet tornou-se instrumento de trabalho, estudo e lazer. Diversos serviços podem ser realizados por meio de um clique ou um toque, como comprar pela web, ensinar a distância, localizar um estabelecimento e pagar contas. Para se ter ideia da importância da rede mundial de computadores, apenas no Brasil mais da metade dos domicílios passaram a ter acesso à internet em 2014, saindo de 48%, em 2013, para 54,9%, o equivalente a 36,8 milhões de usuários.

Como as pessoas passam muito tempo conectadas, cada vez mais as empresas estão valorizando as negociações on-line e, até segmentos tradicionais, como a Enciclopédia Britânica, estão investindo no mundo virtual. A digitalização chega como uma tendência comportamental, não apenas para profissionais, mas, também, na dinâmica dos negócios em longo prazo. Podemos destacar o comércio eletrônico como uma das revoluções da internet. Até poucos anos atrás, ninguém imaginaria que fazer compras pela web seria possível e, no entanto, o e-commerce cresce a cada ano. A Associação Brasileira de Comércio Eletrônico divulgou recentemente que, em 2015, o segmento cresceu 22% em relação ao ano anterior e obteve um faturamento de R$ 48,2 bilhões. A previsão para 2016 é de um crescimento de 18% e um faturamento R$ 56,8 bi em comércio eletrônico.

As redes sociais também fazem sucesso no Brasil. O Facebook, por exemplo, anunciou que em 2015, o ano fechou com 1,59 bilhão de usuários, dos quais 65% acessam a rede social todos os dias.

Além da rede, o WhatsApp de acordo com um relatório da startup Opinion Box e do portal Mobile Time, “Panorama Mobile Time/Opinion Box: Mensageria no Brasil”, realizado em janeiro de 2016, com 1.895 internautas brasileiros, a ferramenta é usada diariamente por 89% dos usuários de smartphones no país. Desse total, 96% são considerados usuários ativos mensais.

Os números relativos à internet no Brasil e no mundo mostram a revolução que a rede mundial de computadores causou e ainda causa na vida das pessoas e como está mudando a maneira de relacionamento e de fazer negócios. As histórias, os marcos e as conquistas são enormes, tanto no campo empresarial quanto no pessoal. A internet ainda vai evoluir bastante e a tecnologia continuará nos ajudando em situações que jamais poderíamos imaginar. 

(*) Especialista em Inteligência Digital; presidente executivo da Sucesu Minas; vice-presidente da Sucesu Nacional e Conselheiro titular do MGTI.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários