Fuja da vida em preto e branco!

Opinião / 19/03/2020 - 06h00

Guilherme Mendes*

Tem gente que ama ir para a academia. Puxar ferro, levantar peso e correr na esteira. Algumas pessoas curtem praticar esportes, se entregando à dopamina da emoção pseudo olímpica e dos chutes certeiros na rede. Eu, particularmente, gosto de encontrar meus amigos para jogar futevôlei. Desta forma, morando no único estado do Sudeste sem acesso ao mar, me sinto na praia em todas as manhãs de uma semana corrida de trabalho.

Neste pequeno devaneio, tento ilustrar a importância de dar cores para a vida. Em nosso cotidiano conturbado e agitado, é comum que o cinza passe a ser o tom preponderante. E, ainda que pareça controverso, esse é um dos principais motivos pelos quais a construção de uma rotina diária é tão importante. Os hábitos são necessários para se encontrar o equilíbrio e construir uma existência plena, porém ela precisa ser realista. 

Não adianta, de repente, a pessoa resolver ler 50 páginas de um livro por dia ou tentar praticar um esporte de alto impacto na próxima semana. Ir com sede demais ao pote causa frustração, desânimo e abatimento. Quando a meta não é alcançada, um sentimento negativo pode ocupar a mente do indivíduo. Uma dica prática e importante para alcançar objetivos de longo prazo é começar aos poucos. 

Ao invés de ler dezenas de páginas nos primeiros dias, tente meia hora de leitura no começo do dia. Antes de disputar uma maratona, percorra um metro por vez. A chave para isto é disciplina e constância, fazendo um pouco todos os dias. Quando a tentativa inicial é muito radical, porém, não é possível alcançar a consistência. E é ela que faz a diferença no final. 

Comece lendo coisas que você gosta. Priorize, também, executar estas atividades no começo do dia. Assim, essas aspirações não ficam em segundo plano quando surgem reuniões e compromissos inadiáveis. É fundamental entender que o trabalho é uma parte importante da vida, mas não é tudo. No fim, o sonho do equilíbrio é criado fazendo não só as coisas obrigatórias, mas, sim, colorindo a vida. Assim, nos importamos mais, e como consequência, nos empolgamos mais e somos mais gratos pelas nossas conquistas. 

* CEO do 12min

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários