O chá e seus efeitos benéficos

Opinião / 18/09/2021 - 06h00

Ana Paula Baptista*

Quem nunca tomou algum medicamento sem receita médica? De acordo com uma pesquisa de 2019 realizada pelo Conselho Federal de Farmácia, a automedicação é um hábito comum a 77% dos brasileiros, em um período de apenas seis meses. Na contramão dos que tomam remédio sem indicação de um profissional da saúde, tem as pessoas que evitam tomar medicamentos e preferem mudanças de hábitos, receitas caseiras e principalmente o consumo regular dos chás.

Se for para optar, em caso de sentir algum incômodo, dor e como forma de prevenção, prefiro fazer uso de chás. Consumidos de Norte a Sul do país de várias maneiras, os chás são repletos de propriedades nutricionais que ajudam a prevenir doenças e ainda deixam o organismo mais fortalecido.
Alguns estudos já revelaram que o uso adequado de chá, como por exemplo o chá verde, pode prevenir alguns tipos de câncer, principalmente de próstata, gastrointestinal, mama, pulmão, ovário e bexiga, já que ele é rico em antioxidantes que evitam o dano celular produzido pelos radicais livres, evitando o crescimento de células cancerígenas e funcionando como uma substância quimioprotetora.

Ainda falando sobre o chá verde, ele também possui uma grande quantidade de antioxidantes que evitam o envelhecimento das células, pois combatem os radicais livres, ou seja, a pele se mantém hidratada, com aspecto saudável, além de prevenir a formação das indesejáveis ruguinhas.

A origem do chá é a China. Reza a lenda que o Imperador chinês Shen Nung, em 2737 a.C., fervia água para beber quando algumas folhas de uma árvore próxima caíram na panela, produzindo um líquido acastanhado e perfumado que o imperador tomou, gostou e mais que depressa divulgou. Uma outra curiosidade que vale ressaltar é que o chá é a segunda bebida mais consumida no mundo, ficando atrás apenas da água. Estima-se que, por dia, são saboreadas mais de 3 bilhões de xícaras de chá.

Vale dizer que, nos últimos anos, a ciência tem dado valor ao consumo do chá. Pesquisas científicas têm comprovado os efeitos benéficos da bebida. Um estudo publicado no Journal of Agricultural and Food Chemist evidenciou os efeitos positivos da camomila. A pesquisa constatou que o chá dessa planta aumenta, na urina, os níveis de hipurato, um produto da decomposição de compostos herbais conhecidos como fenólicos; alguns deles, associados à atividade antibacteriana. O consumo da infusão da mesma planta também eleva níveis de glicerina, um aminoácido que alivia espasmos musculares, justificando sua utilidade para cólicas menstruais, além de relaxar os nervos.

Mesmo com todas as pesquisas divulgando os benefícios proporcionados pelos chás, muita coisa sobre os efeitos dos fitoterápicos continua desconhecida, sendo necessários novos estudos para comprová-los.

*Empresária, proprietária da Soulchá

 

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários