Os desafios das mulheres nos negócios

Opinião / 06/03/2020 - 06h00

Danielle Cohen*

pesar do dia 8 de março ser lembrado como o Dia Internacional da Mulher, há pouco para se comemorar. Por exemplo, mesmo no século 21 e diante da Economia 4.0, o machismo ainda é forte no ambiente corporativo, tornando o mundo dos negócios ainda um desafio para as mulheres que buscam seu lugar ao sol.

Muitas pesquisas mostram as dificuldades do sexo feminino em diferentes frentes do mercado de trabalho. Estudo realizado pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) aponta que as mulheres estão no topo da taxa de desemprego. Além disso, trabalham mais horas que os homens e somente 48% delas possuem trabalhos formais. Os homens são 72%.

Já na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), apenas 11% das empresas com capital aberto inscritas possuem mulheres em cargos do conselho de administração.

Esses dados são reflexo da realidade que muitas mulheres enfrentam. Por exemplo, ainda é difícil algumas pessoas me encararem como mulher e líder técnica. Na maioria das vezes, quando vou em alguma reunião, sempre sou vista como alguém que atua no setor comercial, comunicação ou no RH. Tudo, menos da parte técnica.

Uma outra experiência que tive foi num hackathon que participei, sendo uma das 50 escolhidas. Ouvi comentários do tipo: ‘mas, você? Sério mesmo?’. Não só fui escolhida, como também fui a ganhadora da competição.

Em reuniões de negócios, que quando estão falando de tecnologia, às vezes, nem sou olhada ou ouvida. Começo a ganhar mais notoriedade quando falo sobre programação, discuto uma parte mais técnica. Busco sempre olhar como igual a todo mundo. Não fico me rebaixando ou achando que os outros são melhores.

Por isso, é importante que as mulheres se ajudem. Sou organizadora do GBG (Google Business Group) junto de outras duas mulheres. Por meio desse trabalho, temos conseguido levar a tecnologia e a inovação para o universo feminino. Já houve casos de pessoas me agradecerem pela ajuda e dizer que foi essencial na carreira. Ouvir isso é muito gratificante. 

Apesar dos desafios, as mulheres não devem ter vergonha de mostrar o que sabem fazer, muito menos se diminuir. Em relação ao machismo, a melhor coisa é não levar em consideração frases preconceituosas ou olhares de inferioridade. Sempre mostrem que vocês sabem e conseguem fazer tudo tão bem quanto qualquer um. Aliás, hoje em dia, há muitas coisas que são exclusivas para mulheres. Então, podemos aproveitar essas oportunidades para melhorarmos cada vez mais.

* Engenheira de Produção, desenvolvedora e Head de tecnologia e cofundadora da startup Pingui.

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários