Pós-graduação ou MBA, qual escolher?

Opinião / 18/03/2021 - 06h00

Nadia Guimarães*

Obter conhecimento é fundamental para as pessoas que querem ter sucesso no mercado de trabalho. Recente estudo realizado pela Catho, aponta que, em cargos de diretoria, a diferença salarial entre executivos que possuem pós-graduação ou MBA, em comparação aos que não possuem, é de 47%. No caso de profissionais que ocupam cargos de coordenação, o aumento salarial pode ser de até 53%.

Com isso, a jornada do conhecimento começa no ensino fundamental, médio até chegar no ensino superior, na qual a escolha da graduação será essencial para a carreira profissional que cada um deseja seguir. Porém, para muitos a vida acadêmica não termina com a conclusão do ensino superior. Há aqueles que desejam continuar estudando para se aprofundarem em setores da profissão escolhida.

Nesse ponto, muitas pessoas acabam se perguntando qual caminho seguir: devo fazer uma pós-graduação ou Master Business Administration (MBA)? A resposta é simples: depende do seu objetivo. Os cursos têm diferentes pontos, desde o foco profissional, até as competências desenvolvidas, além do tempo de duração. Para ajudar na melhor escolha, separei algumas informações sobre cada tipo de especialização.

A pós-graduação, por exemplo, é dividida em duas modalidades voltada para diferentes perfis de aluno: Lato Sensu e Stricto Sensu.

O Lato Sensu visa aperfeiçoar o profissional para uma área específica do mercado de trabalho. Esse tipo de formação é ideal para aqueles que querem um diferencial no currículo. Já o Stricto Sensu é voltado para o lado acadêmico e resulta em títulos como mestrado e doutorado. Portanto, o curso é recomendado para os profissionais que desejam seguir carreira acadêmica, seja como professor ou pesquisador.

O MBA, que teve início nos Estados Unidos, é bem parecido com uma pós-graduação Lato Sensu. A única diferença é que as competências desenvolvidas durante o curso são voltadas para as pessoas que querem atuar em negócios, gestão empresarial e cargos de liderança dentro da sua área de atuação. Por exemplo, um desenvolvedor que foi promovido ao cargo de diretor de TI de uma grande empresa, é recomendado a ele fazer um MBA do setor para ter noções empresariais e assim ter sucesso no novo cargo.

Vale destacar também que, segundo dados da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) de setembro de 2020, referentes ao ano de 2019, somente 0,8% dos brasileiros entre 25 e 64 anos investiram em um mestrado, o que mostra o quanto pode ser um diferencial profissional investir em cursos depois da conclusão do ensino superior.

Portanto, qualquer que seja a especialização escolhida, é fundamental analisar os assuntos que serão abordados durante o curso e escolher a instituição que atenda às suas necessidades. Veja também quais são os professores e seus currículos. Com essas dicas, pode ter certeza de que o conhecimento adquirido ao final do curso será de fato recompensador para área de atuação.

* COO do Grupo Daryus.
 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários