Seu Darci e a telefonia em sua comunidade rural

Opinião / 11/05/2016 - 06h00

Zé Silva (*)

Uma das melhores oportunidades que temos no decorrer de uma vida dedicada à política e às causas sociais, em nosso caso com os direitos, demandas e anseios das populações rurais, onde temos nossas origens de trabalho, visão de mundo, ética e cultura, é a constante possibilidade de construir parcerias e amizades pelos caminhos que percorremos.

Nesse universo de vida e trabalho tivemos sempre a alegria de construir amizades sinceras e parcerias que nos levaram a mobilizações com grandes conquistas e promoção da melhoria da qualidade de vida das pessoas. Um desses parceiros, que nos honrou com a sua amizade e participação em nossos trabalhos, foi o líder comunitário e político de Jordânia, no Vale do Jequitinhonha, Darci Gomes de Oliveira.

Falecido em meados do mês passado, naquele município, seu Darci foi vice-prefeito de Jordânia por três mandatos, vereador por quatro, e por toda a vida foi uma referência de liderança forte e comprometida com o seu município e com as pessoas de sua comunidade rural, o Distrito de Estrela. O distrito, com mais de cem anos de existência, é mais antigo que a própria sede urbana do município. 

Além de nossas raízes e visão de mundo forjadas na cultura interiorana, um sonho em comum foi o ponto de partida de nossa amizade, ainda na década passada: a vontade e a luta de que também as comunidades rurais alcançassem o direito aos serviços de telefonia, tirando-as do isolamento e compondo as bases estruturais para um novo ciclo de desenvolvimento social e econômico.

Esse sonho começou a se tornar realidade em 2014 quando, participando do Governo de Minas, à frente das Secretarias de Trabalho e da Agricultura, estivemos com o então governador Anastasia no lançamento do Programa Comunica Minas, para levar telefonia e inclusão digital aos Distritos de Minas. Nesse momento, o Programa alcança cerca de 700 Distritos em mais de 400 municípios mineiros. 

Na ocasião desse lançamento, pedimos ao governador a prioridade de inclusão no programa do Distrito de Estrela, com cerca de 1.400 habitantes, comunidade natal de seu Darci. E é esse sonho que hoje se materializa naquela comunidade, já com a instalação da torre e, brevemente, com todos os serviços da telefonia móvel à disposição da população. Melhor qualidade de vida, novos horizontes e oportunidades se abrem para os produtores rurais, para os jovens e para os empreendedores daquela região. 

O legado e o trabalho político e social de seu Darci prosseguem com a atividade incansável de sua esposa, dona Dinha, também hoje vereadora e uma líder comunitária de Jordânia. Aliás, na cerimônia de lançamento do Comunica Minas, na Cidade Administrativa, estava presente conosco a dona Dinha, que nos transmitiu a confiança e a expectativa de seu Darci de que os serviços de telefonia chegariam, enfim, à sua comunidade rural.

Infelizmente, seu Darci de Oliveira não chegou a ver esses serviços à disposição de sua gente lá no Distrito de Estrela, em Jordânia, no Baixo Jequitinhonha. Ele foi embora antes disso. Mas não muito antes que a telefonia e tantos outros direitos sociais e de cidadania cheguem a todos os brasileiros, sobretudo às crianças e jovens que moram, trabalham e sonham com uma vida de melhor qualidade no meio rural.

(*) Agrônomo, extensionista rural e deputado federal pelo Solidariedade (MG).

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários