Assistente virtual descomplica atendimento

Tempo de Inovação / 23/11/2021 - 06h00

Um assistente virtual cognitivo que tem como nativa a língua portuguesa brasileira, para atendimentos em setor de cobrança, que compreende as terminologias próprias deste mercado e, mais do que isso, é capaz de captar impressões de seus interlocutores. Nada escapa à inteligência artificial: as palavras pronunciadas, inclusive abreviações, gírias, interjeições e os mais diversos sotaques do nosso país, além da entonação, retórica e prosódia da pessoa que está do outro lado do contato, tudo isso é interpretado.

Parece sinopse de algum filme de ficção científica, mas não é. Trata-se da descrição de uma solução tecnológica brasileira que está sendo apresentada por uma empresa nacional.

A PGMais, empresa de tecnologia que desenvolve soluções  para o mercado de relacionamento, já trabalha com assistentes virtuais de texto e voz há três anos, mas agora acaba de lançar a sua própria NLU (em tradução livre, linguagem natural própria), batizada de PGup. A solução coloca a desenvolvedora alinhada com o que há de mais inovador em tecnologia no mercado. Foram mais de dois anos de pesquisa e desenvolvimento, mais de R$ 2 milhões investidos, tudo isso em parceria com o CPQD - fundação referência em pesquisa e desenvolvimento no país. A solução foi considerada inovação pioneira e por isso recebeu aporte do fundo Ebrapi que financia e fomenta a inovação no país.

Segundo o fundador e CEO da PGMais, Paulo Gastão. O diferencial do PGup está exatamente na combinação deste ineditismo: uma NLU em língua portuguesa nativa (com as especificidades do português falado e escrito no Brasil), especializada no mercado de cobranças, com preço mais acessível e com mais agilidade de implantação.

A PGup - está em constante aprendizado também. “Temos uma metodologia exclusiva de treinamento dos bots já reconhecida pelo mercado como uma das mais eficazes. Em menos tempo de implantação os bots atingem altos índices de entendimento e respostas", finaliza Gastão.

Gerenciador de diálogos

O aprimoramento do diálogo mantido com o interlocutor pelo assistente virtual é outra solução desenvolvida pela PGMais: um Gerenciador de Diálogos, que define estratégias de interlocução com os consumidores. “Construímos uma interface simples, amigável, com os conceitos de UX, possibilitando autonomia aos nossos clientes na construção dos diálogos e a execução da curadoria, sem a necessidade de profissional especializado em programação, sublinha o CEO da PGMais.

Possibilidade de oferecer atendimento 24 horas aos consumidores, por meio de conversas humanizadas e sem limitações no número de diálogos realizáveis; redução de custos para a empresa contratante e satisfação dos usuários estão entre as principais vantagens da solução, enumera Gastão. “Em síntese, é mais economia, mais interação, mais satisfação e, assim, mais resultados”.

Fundada há onze anos por Paulo Gastão, a PGMais tem sede em Curitiba. Em seu portfólio, registra mais de 200 clientes, de várias partes do Brasil. São empresas de diversas atividades econômicas, como corporações de telecomunicações, do sistema financeiro, comércio , entre outras.

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários