Startup de viagens corporativas triplica de tamanho em 2021 e projeta recordes para 2022

19/01/2022 às 12:27.
Atualizado em 21/01/2022 às 12:16

Quando se fala sobre o futuro do trabalho, a VOLL (govoll.com), traveltech de gestão de viagens a trabalho e mobilidade corporativa, é um importante exemplo brasileiro. Em 2021, a startup viu o seu negócio triplicar de tamanho, alcançando 300 mil usuários. A expansão deve-se à pressão da demanda de empresas por uma tecnologia completa para gestão, especialmente projetada para simplificar processos, otimizar custos e facilitar as viagens dos colaboradores.

Integrando toda a jornada do funcionário fora da empresa, da reserva ao pagamento, a plataforma oferece uma experiência totalmente mobile, algo pioneiro no segmento de traveltechs. “A VOLL representa um salto na gestão de mobilidade de uma empresa. De um lado, os gestores ganham em visibilidade e produtividade. De outro, os colaboradores ganham em praticidade e variedade nos serviços de viagem”, destaca o CEO da VOLL, Luciano Brandão. Entre os clientes estão Itaú, McDonald's, Sanofi, DHL, Renault, PepsiCo, Estácio, Vivo/Telefônica e Cargill. Eles chegam a reduzir em mais de 30% os gastos com viagens corporativas. 

A plataforma VOLL, seja por aplicativo ou site, apresenta soluções para transporte urbano e aluguel de carros, com os maiores aplicativos de mobilidade, cooperativas de táxi e locadoras de automóveis; passagens aéreas, com as principais companhias nacionais e internacionais; hospedagem, com grandes e-commerce de hotelaria; e alimentação, por meio de aplicativos de delivery e retirada; sempre atendendo aos critérios de segurança relativos à pandemia. Todos os serviços são elencados de acordo com a geolocalização do cliente, que pode comparar preços e benefícios, com atendimento 24 horas para tirar dúvidas e resolver problemas. A plataforma também tem painéis de autogerenciamento customizáveis e gera relatórios completos para os gestores da empresa.

Transformando a mobilidade de mais de 1 mil empresas em 2 mil cidades em todo o mundo, a VOLL é avaliada positivamente por 97% dos clientes. Atendendo às diversas situações econômicas, há planos para pequenas, médias e grandes empresas — inclusive um gratuito, sem custo de aquisição para quem quiser conhecer a solução.
Para 2022, o cenário é ainda mais otimista para a VOLL, que aposta na consolidação da retomada das viagens a trabalho. É o que aponta pesquisa da Global Business Travel Association (GBTA), divulgada no mês de outubro, com profissionais do setor de viagens corporativas. 

Nela, 55% afirmaram que as reservas de clientes corporativos vem aumentando e 52% estão mais otimistas sobre o mercado. Três em cada quatro mostraram apoio à abertura das fronteiras e sete em cada dez esperam um aumento nas viagens internacionais nos próximos meses do ano como resultado.

Em maio passado, a VOLL anunciou a compra da BTM Corporate, uma das maiores agências de viagens corporativas do Brasil, fundada em 2008, em Belo Horizonte, e deu um salto em sua estratégia de expansão e também na aceleração da transformação digital do setor. 

O resultado do terceiro trimestre deste ano confirmou as expectativas. O volume transacionado na plataforma, em comparação com o mesmo período do ano passado, foi 8 vezes maior. Para 2021, a VOLL prevê atingir faturamento de R$ 200 milhões, contra 160 milhões registrados em 2020.

Com o objetivo de revolucionar o mercado de gestão de mobilidade e viagens corporativas, a traveltech, fundada em 2018 em Belo Horizonte, desenvolve tecnologia e ferramentas para simplificar processos, otimizar custos e facilitar a mobilidade e viagens de empresas de todos os tamanhos e segmentos. Hoje, com 165 funcionários, a VOLL é uma startup investida pela Wayra e a Iporanga Ventures e a única do seu segmento a integrar o ranking 100 Startups to Watch 2021.  

Quer saber mais sobre tecnologia e inovação? Acesse o Instagram

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por