Declaração dos direitos da pele

Vida de Lady / 13/09/2015 - 05h12
Pesquisa da Glambox, clube de assinatura e experimentação, detectou que o uso de hidratantes entre as brasileiras cresceu 33% em dois anos. Segundo o levantamento, em 2013, 51% das assinantes utilizavam hidratante diariamente. Já em 2015, o número subiu para 68%. 
 
Para reiterar o rol de cuidados com a pele, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) está veiculando, neste mês, campanha batizada de “Declaração dos Direitos da Pele”. A ação tem como meta ainda a valorização do médico dermatologista associado ao órgão. 
 
De forma lúdica, a “cartilha” em forma de filme (veiculado na TV e em redes sociais) propõe cuidados com o maior órgão do corpo humano, a pele. Belas cenas de praia e práticas esportivas e de lazer ao ar livre enfatizam que a pele tem direito à exposição ao sol de forma consciente, sem abrir mão da proteção e da orientação de um especialista. Assista ao vídeo: https://youtu.be/YHZFBe7b5jM 
 
Artigo 1 - Toda pele tem direito à saúde. Parecer saudável é muito diferente de estar saudável, inclui o direito a consultas regulares com um especialista e cuidados de rotina.
 
Artigo 2 - Toda pele tem direito ao sol de maneira consciente. De ficar exposta ao sabor do vento, da água e de ter sua cor respeitada.
 
Artigo 3 - Toda pele tem o direito à proteção; não qualquer uma, mas proteção com esclarecimento de um especialista.
 
Artigo 4 - Toda pele tem direito de tocar e ser tocada, porque o tato é nosso primeiro sentido e sua integridade deve ser buscada durante toda a vida.
 
Artigo 5 - Toda pele tem direito à beleza, que vai além da vaidade. É o direito fundamental de manter a autoestima e não aceitar qualquer coisa, por qualquer preço, de qualquer um.
 
Artigo 6 - Toda pele tem direito à informação real e atualizada, para sanar dúvidas e preocupações.
 
Artigo 7 - Toda pele tem direito ao atendimento médico de qualidade, tratamentos apropriados quando necessário tanto para doenças, como para os cuidados preventivos, incluindo cabelos e unhas.
 
Artigo 8 - Toda pele tem direito a conhecer as tecnologias e avanços científicos. O direito se estende em ser atendida por especialista qualificado e com a responsabilidade necessária para a indicação e aplicação correta de novos medicamentos e equipamentos.
 
Artigo 9 - Toda pele tem direito a um tratamento digno, bem como direito a ouvir um médico especialista antes de qualquer escolha e também direito de saber quando não está sendo atendida por um.
 
Artigo 10 - Toda pele tem o direito a um médico dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários