O foco agora é na Libertadores

Álvaro Damião / 02/04/2019 - 06h21

Depois de um final de semana de semifinais do Campeonato Mineiro, esta semana os compromissos de Atlético e Cruzeiro são pela Copa Libertadores. No estadual, o protagonista do jogo entre Atlético e Boa Esporte foi o VAR.  O estreante do campeonato chegou “chegando”. O Galo marcou dois gols, que foram anulados pelo árbitro de vídeo, além da expulsão do meia Zé Welison, que também foi determinada após revisão do VAR.

Sinceramente, envolvendo polêmica ou não, o fato é o árbitro de vídeo acertou nos três lances. Após o jogo, a Federação Mineira de Futebol divulgou as imagens do famoso tira-teima e foi comprovado que, de fato, os dois gols estavam impedidos. É claro, que até todos se acostumarem com a nova tecnologia, muitos questionamentos e muitas críticas serão feitas ainda, mas é inegável que o VAR veio pra ficar e para ajudar o futebol, o que ainda precisamos melhorar é a transparência de todo o processo.

Outra coisa que precisamos questionar: não pode um árbitro de vídeo ganhar mais que o árbitro central da partida. Consegui os números pagos a todos os árbitros e Heber Roberto Lopes ganhou R$4.880, enquanto Rafael Traci, recebeu R$2.280.

Agora, o foco é outro. Temos que esquecer VAR e Campeonato Mineiro e mirar na Libertadores. Amanhã, 19h15, o Galo recebe o Zamora, da Venezuela, no Mineirão. Às 21h30, o Cruzeiro entra em campo contra o Emelec, em Guayaquil, no Equador.

O duelo entre Atlético e Zamora é importantíssimo para os dois clubes. Tanto o Galo quanto o clube venezuelano ainda não pontuaram na competição. Com duas derrotas, o time do técnico Levir Culpi é o último colocado no grupo E. Com o mesmo número de derrotas, porém com um gol feito (o Atlético ainda não marcou gol), o Zamora é terceiro colocado no grupo.

Diante de todo este cenário, quem perder está facilitando (e muito!) o caminho para a eliminação na fase de grupos. Sendo assim, só a vitória interessa. Ou seja: podemos esperar um jogo bem disputado e com muita vontade. Lógico que o Atlético sai um pouco à frente tendo em vista que a partida será disputada no Mineirão, diante da sua torcida. Mas vale lembrar que em momento algum se deve menosprezar o adversário, o próprio Atlético já foi surpreendido, em casa, por adversários mais fracos.

Por outro lado, o Cruzeiro chega mais confortável à terceira rodada da fase de Grupos. Com seis pontos, a Raposa é líder do Grupo B e enfrenta o equatoriano Emelec, vice-líder, com dois pontos somados. Assim como o Galo não deve descuidar, o Cruzeiro também precisa tratar o Emelec de “igual para igual”. Afinal, o próprio técnico Mano Menezes já disse em entrevista que se trata de um time forte fisicamente. O Cruzeiro precisa aproveitar que a pressão está com o time da casa e fazer um bom jogo.

Que amanhã, Atlético e Cruzeiro tragam alegria para as suas torcidas!
Aqui não, pica-pau!

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários