Contas abertas aponta situação fiscal grave de Minas

Amália Goulart / 10/08/2017 - 06h00

O diretor da Associação Contas Abertas, Gil Castello Branco, levou à Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) um estudo que aponta que a situação fiscal do Estado de Minas Gerais é uma das piores do país. 

Conforme o levantamento, a gravidade da situação decorre de gastos altos com previdência e pessoal. 

Na apresentação aos empresários, a auditora federal de finanças e controle da Secretaria do Tesouro Nacional, Selene Peres Nunes recomendou que o Estado faça a adesão ao Programa de Recuperação Fiscal do governo de Michel Temer. Porém, nos bastidores já é dado como certo a opção por não aderir ao regime.

Nunes disse que Minas não fez o esforço necessário para reduzir a dívida e pode fechar no vermelho pelos próximos dois anos. 

Cemig

Quem esteve presente na reunião entre Pimentel, deputados, direção da Cemig e o ministro Dias Tóffoli, do Supremo Tribunal Federal, não saiu com boas perspectivas. A caravana foi a Brasília tentar impedir que a Companhia Energética perca quatro usinas hidrelétricas que representam metade da geração da empresa. 

A expectativa é a de que Tóffoli decida sobre recurso da Cemig com base na possível quebra de contrato. Se decidir assim, será o mesmo que dizer que a Medida Provisória de Dilma Rousseff (PT), que possibilitou o leilão, não tem validade. Um problemão jurídico. A impressão de quem esteve com o ministro não é boa. 

Parte da bancada mineira discute a possibilidade de obstruir votações na Câmara. Talvez, tivesse sido mais fácil negociar em bloco com o presidente Michel Temer no momento em que ele precisava justamente dos votos dos deputados para ficar no cargo, quando foi julgada a denúncia por corrupção. 

Sustentabilidade

O Instituto Sustentar de Responsabilidade Socioambiental promove, no dia 29, na sede da Fundação Dom Cabral, o Fórum Internacional pelo Desenvolvimento Sustentável. Considerado um dos eventos mais importantes da América Latina sobre sustentabilidade, o fórum prevê, além de painéis simultâneos, sessões de imersão criativa e experiencial, a participação de startups de tecnologias sustentáveis, em parceria com grandes empresas. 

Mater Dei

Já estão abertas as inscrições para o II Simpósio de Oncologia Ortopédica da Rede Mater Dei de Saúde. O evento gratuito acontecerá nos dias 1 (das 12h30 às 19h50) e 2 de setembro (7h30 às 13h) no Auditório do Hospital Mater Dei Santo Agostinho. O Simpósio, realizado pelo serviço de Ortopedia e Traumatologia da Rede Mater Dei de Saúde, é destinado a médicos, residentes, psicólogos, fisioterapeutas, nutrólogos e estudantes de medicina e áreas afins.

 

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários