Tite, Dedé e demagogia

Postado em 12/09/2018 07h00
Escrevo esta coluna na terça, poucas horas antes do edificante duelo do Brasil contra El Salvador. Só se fala em outra coisa... Não sei quanto tempo Dedé jogará. O que vale aqui, para nós, porém, é o seguinte: a declaração do treinador "cebeefiano" na coletiva da última segunda tentando angariar...

Mano e retranca

Postado em 29/08/2018 07h00
Desde que o mundo do futebol passou a analisar a posse de bola com evidente assiduidade – algo recente, se pensarmos historicamente, e indissociável do sucesso de Guardiola no Barcelona –, um dos discursos que foi aos poucos ganhando força é aquele que procura, digamos, relativizar o elo entre...

'Resultadismo' e imitação

Postado em 15/08/2018 07h00
Nas várias manias que observamos por aí nas análises sobre futebol – na imprensa, entre as torcidas... –, duas têm me chamado atenção. A primeira, o bom e velho “resultadismo” – no Brasil, combustado por uma pressa inacreditável, uma irracionalidade digna de um país no qual Collor é senador e...

Injustiça institucionalizada

Postado em 08/08/2018 06h13
Há uma sutileza importante, latente, e ainda assim, pouco alardeada, que, ao menos desde o ano passado, tem cercado a ruindade do nosso calendário: a Série A passou a correr riscos ainda mais evidentes de simplesmente não refletir, sequer remotamente, a verdade técnica, a justiça. A agenda de boa...

A inacreditável burrice do staff de Neymar

Postado em 01/08/2018 12h59
Que a publicidade recorre dia sim, outro também, à idiotização, a discursos "edificantes", "bonzinhos", banhados de um tipo de politicamente correto, de um falso humanismo, não é novidade para ninguém. Marcas de cerveja, por exemplo, são campeãs no quesito "tratemos adultos como eternos adolescentes...

A inacreditável burrice do estafe de Neymar

Postado em 01/08/2018 06h11
Que a publicidade recorre dia sim, outro também, à idiotização, a discursos “edificantes”, “bonzinhos”, banhados de um tipo de politicamente correto, de um falso humanismo, não é novidade para ninguém. Marcas de cerveja, por exemplo, são campeãs no quesito “tratemos adultos como eternos adolescentes...

Abertura da Rússia

Postado em 25/07/2018 07h00
Estava na Inglaterra, em março deste ano, quando no país só se falava do caso Serguei Skripal – ex-espião russo envenenado na cidade de Salisbury. Neste período, com tamanha polêmica entre as nações, na TV britânica multiplicavam-se os jornalistas e autoridades que, entre outras coisas, aconselhavam...

Consumo externo?

Postado em 18/07/2018 06h20
Cobertura de Copa do Mundo é oportunidade também para leituras sociológicas, observação de comportamentos. Reflexões sobre o país-sede e as pessoas de diferentes partes que o visitam torcendo por suas respectivas seleções. Dentro desta seara, em São Petersburgo, no dia do nosso jogo contra a Costa...

Neymar e os defeitos epidêmicos

Postado em 11/07/2018 06h14
Todo o interminável e quase sempre chatíssimo falatório sobre Neymar, como não poderia deixar de ser, tem se provado repleto de bobagens, falsas verdades; “narrativas”, “explicações” com aura redentora, supostamente capazes de esgotar o tópico. Num dos infinitos vídeos de pessoas abordando o tema...

Modinha?

Postado em 04/07/2018 07h00
MOSCOU - Ainda se fala no Brasil com certo tom de desprezo sobre a Geração Belga. Trata-se de uma daquelas bobagens regadas de desconhecimento; uma espécie de fenômeno reverso: primeiro surge um modismo de algo elogiar; depois, uma birra pautada no fato de o alvo ser supostamente “nutella”,...

Paradoxo na Copa

Postado em 20/06/2018 07h00
A Copa do Mundo frequentemente funciona como um divisor de águas no futebol. Inclusive fundando/servindo de subsídio para clichês que, pouco condizentes com a verdade, passam a desfilar nas análises de supostos especialistas. Ouvimos por anos, por exemplo, que o esporte bretão tupiniquim padeceu...

Favorito subestimado

Postado em 13/06/2018 06h52
Nos últimos anos, frequente foi, no Brasil, uma espécie de subestimação da seleção espanhola – os motivos para este fenômeno, por ora, deixemos de lado. Em algum grau, atualmente, acontece algo nesta linha: não se costuma dar à Fúria o potencial devido. A armada que dominou a Europa em 2008 e 2012,...