Mãos ao alto!

Coluna Esplanada / 04/09/2019 - 06h00

A cara de pau dos congressistas brasileiros é tamanha que só nos falta assalto à mão armada. Enquanto o salário mínimo terá um reajuste de apenas R$ 42 em 2020, o governo corta Orçamento para bolsas de estudo e programas sociais, o Fundo Partidário – dinheiro mensal que banca a operação das legendas – saltará de R$ 927,8 milhões para R$ 959 milhões. E o Fundo Eleitoral, dinheiro público para bancar campanhas de candidatos em 2020, saltará de R$ 1,5 bilhão para até R$ 2,5 bilhões – com vistas a chegar a R$ 3,7 bilhões, articulam os deputados.

Na conta

As maiores fatias do Fundo Partidário abastecem as contas do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, e do PT. São os dois maiores partidos do Congresso hoje.

No azul

Somente neste ano, o PSL abocanhou mais de R$ 115,1 milhões - o equivalente a 12,4% do total de R$ 927,8 milhões previstos para 21 legendas.

Fábrica de diplomas

Há cinco anos a Coluna vem denunciando a fábrica de diplomas de algumas faculdades Brasil adentro, cujos donos ou são políticos ou têm bom trânsito no Ministério da Educação, onde aprovam facilmente cursos muito demandados, como medicina, fisioterapia e direito. A operação da Polícia Federal que prendeu os donos da Universidade do Brasil apenas abriu os portões do esquema nacional.

Tem mais

Há dois focos, e denúncias anônimas feitas por alunas pipocam no MP e na PF: num esquema, a fraude é no Fies, o famoso financiamento estudantil, no qual as faculdades são suspeitas de embolsar o dinheiro de ‘alunos fantasmas’. A outra farra é a venda de vagas para ingresso do aluno nos cursos mais cobiçados. Um festival de banditismo, de professores, donos de instituições e, pior, dos futuros ‘profissionais’.

Transparência

É justo corrigir: O presidente da Petrobras, Castello Branco, não recebeu bônus de desempenho, porque não estava na empresa em 2018. Mas petroleiros querem saber: para quem foi e quanto recebeu, e porque a Petrobras não divulga a lista. A petroleira distribuiu R$ 1 bilhão em prêmios a funcionários. Mas nem todos receberam.

Reação

Após a alta reprovação do presidente Jair Bolsonaro, revelada nas pesquisas CNT e Datafolha, ministros foram conclamados a divulgar balanços das ações para salvar a imagem do governo e do chefe da nação. A ideia é mostrar que, apesar da língua afiada, Bolsonaro tem trabalhado pelo país.

Batalha...

A oposição vai apresentar votos em separado para tentar alterar o relatório da reforma da Previdência, que será votado hoje na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. No parecer, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) suprimiu trechos da proposta aprovada na Câmara, como alterações nas regras para a concessão do Benefício de Prestação Continuada e de aposentadorias especiais.

... da CCJ

Um dos votos será apresentado pelo PDT, que vai defender aposentadorias especiais a trabalhadores expostos a agentes nocivos e de alta periculosidade, como os mineiros e eletricitários, e quer impedir a retirada das regras da Previdência da Constituição. Mas o governo tem maioria na CCJ, para derrubar os votos e as mais de 370 emendas.

Êpa, êpa

Estelionatários têm usado o nome do Tribunal de Contas da União (TCU) para tentar aplicar golpes. Eles se passam por servidores do tribunal e informam às vítimas que elas têm valores a receber por perdas no Plano Collor. Como condição para que a vítima receba o dinheiro, os criminosos exigem um depósito, antecipado, em contas bancárias.

Atenção

O TCU, que é um tribunal meramente administrativo e fiscalizador de órgãos, reforça que “em hipótese alguma entra em contato com cidadãos exigindo depósitos bancários”.

FGTS Digital

O Conselho Curador do FGTS aprovou orçamento de R$ 10 milhões para desenvolvimento de plataforma para agilizar os processos de arrecadação, apuração, lançamento e cobrança. O FGTS Digital deverá entrar em operação em 2020.

Esplanadeira

# O premiado colunista social Marcelo Chaves, dos mais lidos do eixo Brasília-Goiânia e com trânsito nas Cortes e Itamaraty, comemora mais um ano de vida hoje. # A Elo, da tecnologia de pagamentos, uniu-se à Plug and Play no novo escritório da multi no Brasil. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários