O empreendedor do coco mais oriental das Américas

Cristiano Lopes / 12/06/2021 - 06h30

Mike Gafka, treinador de futebol americano e coordenador de jogo de passes do Kansas City Chiefs, é o autor da seguinte frase: “Para conquistar o sucesso, você precisa aceitar todos os desafios que vierem na sua frente. Você não pode apenas aceitar os que você preferir”. E esse pensamento tem relação direta com a trajetória de vida do Aluízio Silva, o empreendedor do coco mais oriental das Américas.

Aluízio César Lima da Silva nasceu em João Pessoa e sempre teve uma relação muito forte com o seu avô Antônio Pereira de Lima. O Seu Tota, apelido do avô materno, participou da construção do Farol de Cabo Branco, um farol estabelecido sobre as falésias na praia localizada na Ponta do Seixas - o ponto mais oriental das Américas. Inaugurado no dia 21 de abril de 1972, o monumento possui um formato triangular único no país, onde o projetista Pedro Abrãao Dieb concebeu uma planta de sisal para representar um dos ciclos econômicos mais duradouros e lucrativos do estado da Paraíba.

No ano de 1978, seis anos após a inauguração do farol, Seu Tota percebeu que o local estava recebendo muitas pessoas e pediu autorização ao Capitão da Marinha para colocar uma barraca de água de coco para atender os visitantes. Com a aprovação do comandante, Seu Tota estabeleceu sua barraquinha e Aluízio começou a trabalhar aos oito anos de idade, aprendendo cortar e servir coco verde gelado.

Em 1996, Seu Tota ficou doente e Aluízio precisou assumir o ponto do coco. Com uma visão empreendedora do negócio, aproveitou a privilegiada localização na longitude 34º47’30” para batizar a barraca com o nome “O coco mais oriental das Américas”. O estabelecimento, que é ponto de parada obrigatória no tour pela capital paraibana, também se destaca por vender literatura de cordel produzida pelo artista Vicente Campos Filho.

O empreendedor do coco mais oriental das Américas recebe turistas de todos os estados do Brasil e do exterior, com destaque para os Estados Unidos, Alemanha, Noruega, Portugal, Espanha e Argentina. A barraca já recebeu personalidades do meio artístico, esportivo, musical e empresarial, tais como Lima Duarte, Tarcísio Filho, José Dumont, Geovani Silva, Elba Ramalho, Luciano Hang e Messias - o vaqueiro locutor da Paraíba.

Ficou interessado em conhecer mais sobre o Aluízio do Côco? Acesse o Instagram [@coco_mais_oriental_das_america].

Aluízio Silva, o empreendedor do coco mais oriental das Américas, com toda a sua sabedoria e humildade, deixa uma mensagem para todos nós: “Não fique olhando pra trás”; e complementa: “Invista nos seus sonhos e sempre siga em frente”. #AluíziodoCoco #ococomaisorientaldasAméricas

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários