Gorky Park, Luzhniki ou São Petersburgo: os 'ventos da mudança' novamente na Rússia

Direto da Rússia / 10/07/2018 - 09h56

Era o princípio do fim, o início da nova era. Os ventos do Rio Moscou balança a ponte que liga o centro comercial da capital com o seu parque mais famoso. A megalópole sem casas, cercadas por edifícios cinzas e prédios históricos é também a cidade das áreas verdes. O Gorky Park, por exemplo, foi cenário inspirador da música 'Wind of Changes', da banda alemã Scorpions.

O clima da queda da URSS, fim da Guerra Fria, e a destruição de muros era o sinal de mudanças "num verão de agosto". O mês é julho, a Rússia vive sob o capitalismo há 30 anos, mas igualmente sentirá a brisa de transformações. Depois de abraçar o Gorky Park, o Rio Moscou segue o curso para a beira do Luzhniki Stadium, o palco da final, e também do jogo Inglaterra x Croácia na semifinal de amanhã.

Longe dali, no norte, é a vez de Bélgica e França duelarem hoje. Será uma final de Copa do Mundo inédita e podendo ter um campeão igualmente novo. Mas se o troféu recair novamente nas mãos francesas ou inglesas, será a renovação de "Memórias distantes (...) enterradas no passado". Afinal, Le Bleus e o English Team só foram campeões mundiais quando sediaram a competição da Fifa, em 1998 e 1966, respectivamente.

Será a primeira Copa do Mundo na história que o trio dourado Alemanha-Brasil-Argentina não colocará ao menos um representante entre os quatro primeiros colocados. Os germânicos deram "tchau" na fase de grupos, algo que nunca havia se passado com eles. Argentina ficou diante da França nas oitavas, e Neymar e cia. duraram até enfrentar "a ótima" nas quartas.

Agora, imaginem uma Croácia campeão do mundo? País que nem existia quando Klaus Meine começou a assobiar para criar o maior sucesso da banda de rock cinquentenária. Era a Inglaterra, a França, os EUA e a Rússia se encontrando novamente em Berlim, na reunificação da Alemanha.

Os belgas e os croatas viram as superpotências sem grande tradição no futebol. Ambas com campeonatos nacionais não tão relevantes, mas com duas gerações de ouro. Mas, independentemente de quem chegar na final, o duelo decisivo da 21ª Copa do Mundo voltará a acontecer no Luzhniki Stadium, chamuscado pelo vento das mudanças do Rio Moscou. E bilhões de pessoas à espera da "magia do momento em uma noite de glória".

O florido Gorky Park, em Moscou, serviu de inspiração para famosa música dos Scorpions

O florido Gorky Park, em Moscou, serviu de inspiração para famosa música dos Scorpions

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários