Tempo de olhar um pouco além

11/12/2020 às 17:38.
Atualizado em 27/10/2021 às 05:17

Situação está ficando cada vez mais complicada. Bem longe de serem apenas números frios, mas importantes balizadores de cuidados e atitudes a serem adotadas pela sociedade, de maneira geral, as estatísticas mostram que, em apenas um dia, Minas Gerais teve confirmados 6.173 casos de Covid-19.

Trata-se do maior número de infecções em um único dia. Só não é recorde porque pertence a 26 de junho ainda o maior pico: 6.307 pessoas infectadas em 24 horas. 

Não é possível ignorar tais dados. Segundo a comunidade médica, a contaminação de toda a população pelo novo coronavírus é inevitável. O que não justifica qualquer falta de cuidado e senso de coletividade. Afinal, um dos grandes temores é o impacto da velocidade de contaminação nos sistemas de saúde, público e privado.

Não dá para todo mundo se contaminar ao mesmo tempo. Do contrário, nem todo mundo que precisar, terá assistência médica, leito onde se recuperar numa eventual gravidade do caso. Na hora “H”, a estrutura necessária pode faltar até mesmo para quem tem plano de saúde particular.

Vale lembrar que, recentemente, dois grandes hospitais da capital restringiram atendimentos. Um, a cirurgias eletivas. O outro, a novos casos de Covid, simplesmente porque não comportava mais. 

Vale pensar também na legião de pessoas com dificuldade para acessar a rede pública, como a população em situação de rua. 

Não é questão de opinião se cuidar. É questão social, coletiva. É questão de olhar um pouco além do umbigo, das próprias necessidades e vontades, em prol da vida de milhões de pessoas, a começar pelas mais próximas. 

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por