Gol da mulher!!!

José Roberto Lima / 12/06/2019 - 06h00


“Aproximadamente a metade da população mundial é de mulheres. E a outra metade nasce de nós”. Esta é a frase que eu já ouvi várias vezes da ilustre amiga dra. Elaine Matozinhos, a quem tive a honra de ser subordinado na Delegacia de Mulheres. Essa proporção de mulheres e homens é bastante óbvia. E também poderia parecer óbvio que o mesmo se verifique nos concursos, isto é, que aproximadamente a metade dos candidatos sejam mulheres e a outra metade, homens. 

Mas esta obviedade decorreu de muitas lutas pela igualdade de direitos. Se voltássemos ao início do século 20, encontraríamos um mundo em que era inconcebível um concurso público no qual mulheres e homens guardassem a proporção de metade para cada gênero. 

Mas, a partir da década de 1960, movimentos no mundo todo clamaram pela libertação feminina. No Brasil o artigo 54 do Decreto Lei 3.199/41, que proibia as mulheres de jogarem futebol, somente foi revogado em 1979, com o início da abertura política.

A Constituição de 1988 consagrou, em seu artigo 5º, que homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações. E eis que o inimaginável virou normal rapidamente: os concursos, mesmo para os cargos tradicionalmente ocupados por homens, passaram a ter um número de candidatas equivalente à metade do total.

E, voltando ao futebol, nossas garotas brilham nos estádios há décadas. Em 2016, diante do sucesso delas nas Olimpíadas, eu escrevi o artigo “Futebol é para homem...”. E concluí na última frase: “Futebol é para homem... assistir e bater palmas”. Agora elas continuam brilhando na Copa do Mundo da França. 

Então, deixo esta mensagem a nossas atletas: O triunfo de vocês vai além do futebol e alcança todas as mulheres que acreditam na vitória por meio do esporte e dos estudos. Em cada gol que vocês marcarem, que os narradores não se limitem a exclamar: Gol da Andressa, ou da Cristiane, ou da Dedinha, da Marta e companhia.

Que bradem euforicamente: Gol da Mulher!!! 

A todos e a todas, eu desejo sucesso no esporte e nos estudos.
 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários