O início da retomada

Mateus Simões / 31/08/2020 - 08h16

Minas Gerais se consolidou como o estado com o menor número de óbitos por milhão de habitantes na pandemia, em todo o país, com uma considerável vantagem em relação ao segundo lugar. Não há o que comemorar, pois muitas vidas se perderam – mais de cinco mil pessoas. Mas o trabalho foi feito e, se todos os estados brasileiros tivessem o mesmo desempenho de Minas, mais de 60 mil vidas teriam sido poupadas em todo o país.

Com a estabilização da pandemia em julho e início de agosto, começamos a observar a redução contínua da ocupação de leitos de UTI, o início da redução das mortes e a diminuição do número de novos casos a cada semana.

Todo o estado avançou já para a onda amarela do Minas Consciente, retomando as atividades de médio risco, dada a melhoria das condições locais, graças aos investimentos do estado e aos protocolos de segurança. A única e exceção foi a regional nordeste, exatamente aquela em que menos cidades aderiram ao programa estadual de reabertura.

Para marcar o momento de reconstrução do ambiente econômico do estado e garantir que vamos fugir do fantasma do desemprego que já está rondando o Brasil, na última semana acompanhei o Governador Romeu Zema e o Presidente Bolsonaro na cerimônia de religamento do alto-forno da Usiminas, em Ipatinga. A marca do recomeço de Minas.

Na mesma semana o Governador anunciou R$100 milhões em oito obras de infraestrutura em diversas regiões do estado, mostrando que o governo vai fazer a sua parte para continuar atraindo investimentos e gerando empregos.

Com mais algumas semanas esperamos que a vida já tenha voltado ao normal – ao novo normal. Será a prova de que gestão vale mais do que dinheiro, com o melhor enfrentamento e uma boa capacidade de retomada segura da economia mesmo diante da terrível crise financeira que continua assolando o estado.

As dificuldades são inúmeras e enormes, mas as possibilidades também são e elas surgirão exatamente para aqueles que se cuidaram, mas não se abateram. A retomada será gradual e responsável, mas já começou!

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários