Transparência: arma contra a corrupção e a incompetência

Mateus Simões / 25/05/2020 - 06h00

O estado de Minas Gerais foi reconhecido, na última semana, como um ambiente de alto compromisso com a transparência dos dados no combate à pandemia de Covid-19, com a maior nota possível (100%) e chegando ao primeiro lugar do ranking de transparência da Open Knowledge Brasil, dentre todos os demais estados dos país. 

O “Ranking de Transparência da Covid-19” é estruturado com coleta de dados diária e análise de conteúdo e parâmetros para a publicação. Quando há mais transparência, há maior contribuição para o esforço por parte dos órgãos que trabalham no combate à pandemia e abertura de portas para que outros setores da sociedade desenvolvam ações em conjunto com o poder público.

Esse compromisso com a precisão dos dados e a facilitação e simplificação no acesso confirma o sucesso do estado na contenção do contágio pelo coronavírus e afasta o medo de que a falta de testes possa estar mascarando a real situação que, aliás, tem colocado Minas Gerais com o segundo menor índice de mortes do país, atrás apenas do Mato Grosso do Sul.

A falta de transparência, como eu repetia sempre quando era vereador em Belo Horizonte e continuo repetindo agora, como secretário de estado, é a garantia do espaço para a corrupção e a incompetência, que proliferam com facilidade onde os dados não podem ser vistos e verificados. É nosso dever combater esse mal diariamente, em todas as nossas ações.

Na avaliação da Transparência Internacional, o estado de Minas Gerais também recebeu avaliação positiva, com o índice “bom”, ao mesmo tempo em que a cidade de Belo Horizonte recebeu apenas um “regular”. Que o exemplo do estado no compromisso com a abertura de dados e a verdade possa ser seguido, pois ele ajuda a melhorar os resultados como um todo e evita corrupção. 

Como dizem os antigos: não há desinfetante melhor do que a luz do dia. Tenho a convicção de que Minas conseguirá manter esse mesmo grau de transparência que demonstrou até aqui – e, não se enganem, ele é tão responsável pelo sucesso da ação do estado quanto o trabalho de cada um dos envolvidos.
 

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários