Tesouro e solidariedade

Professor Wendel / 01/06/2020 - 13h00

A vida pública oferece a oportunidade de estabelecer novos relacionamentos, conhecer muitas pessoas e grupos interessantes da sociedade civil. E nestas andanças políticas tenho encontrado pessoas que realizam trabalhos sociais que são verdadeiros tesouros de solidariedade. O Projeto Amor que Cura é um destes tesouros e sua idealização mostra uma bonita história de superação. 

O projeto surgiu quando Renata Medeiros recebeu um diagnóstico de câncer de mama, em 2012, já em um estágio bem avançado e foi se tratar no Hospital da Baleia. Durante o tratamento, ela percebeu as dificuldades enfrentadas por muitas famílias carentes, que em sua maioria saem do interior de Minas e até de outros Estados para se tratar aqui em Belo Horizonte. E devido aos recursos financeiros escassos têm dificuldades em arcar com necessidades básicas. 

Sensibilizada com este cenário, Renata começou a levar um café da manhã para estes pacientes carentes. Após o término de seu tratamento continuou o trabalho e atualmente, serve o café às terças e quartas e atende em média, cerca de 300 pessoas. Na quinta, também é servido um almoço para os pacientes e acompanhantes do Hospital da Baleia. O projeto é todo desenvolvido por voluntários e sustentado por doadores. 

Renata disse que é preciso dar apoio às pessoas com câncer, pois é uma doença que atinge uma grande parte da população. Segundo o Instituto Nacional de Câncer, o Brasil deve registrar cerca de 600 mil novos casos de câncer por ano, sendo que o câncer de pele não melanoma é o mais frequente no país, e a segunda posição é ocupada pelo câncer de próstata, para homens e de mama, para as mulheres. 

O Projeto também realiza outras ações como atividades recreativas junto aos pacientes e familiares, aconselhamento, orientação jurídica e social, palestras de conscientização e prevenção contra o câncer. E ainda: doação de roupas, cestas básicas, remédios, perucas, lenços e itens de higiene pessoal, capelania e encaminhamento e articulação junto a outras ONG’s e instituições públicas.

Realmente um trabalho louvável e que merece muitos aplausos e apoio. Renata é um belo exemplo de solidariedade e de maneira voluntária espalha o bem entre centenas de famílias que vivem o drama de uma doença muito complexa. Por isto, minha admiração pelo trabalho voluntário que se dispõe a buscar um mundo melhor e mudar vidas. Um trabalho ancorado no amor e na solidariedade. Quem quiser enviar doações para o projeto Amor que Cura, entre em contato pelo fone: 9-91161599.

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários