Seis atitudes que podem deixar a vida mais leve

Postado em 06/12/2018 07h00
Algumas atitudes podem melhorar nossa qualidade de vida e bem-estar:  1 – Livrar-se da necessidade de estar sempre certo. Há um ditado que diz: “É melhor ser feliz do que ter razão”, mas nem sempre conseguimos colocar isso em prática. Desfazemos relações, amizades e parcerias simplesmente pelo...

O que está por trás do isolamento social

Postado em 29/11/2018 07h00
Muitas pessoas não se sentem confortáveis no convívio social. Evitam estar na presença de outras sob a justificativa de não gostar de grupos grandes, ou então de não se sentirem bem entre estranhos; preferem uma vida mais reservada, caseira e de poucos amigos. Algumas são as causas que fortalecem...

Quando o consumismo significa doença

Postado em 21/11/2018 16h25
Consumo é o ato de comprar algo relacionado à necessidade ou à sobrevivência. Já o consumismo, é a prática de comprar em excesso e se caracteriza pela ausência da necessidade. O que muitos não sabem é que o consumismo pode ser uma doença.  A Oniomania ou “compra compulsiva” é uma doença...

Autossabotagem

Postado em 15/11/2018 07h00
Autossabotagem é o comportamento que se manifesta de forma inconsciente ou não,  impedindo que o objetivo principal seja atingido. Um movimento que ocorre na contramão daquilo que se deseja fazendo com que uma pessoa seja algoz de si mesma.  Freud descreveu esse comportamento em um artigo...

Laços afetivos e a Síndrome de Estocolmo

Postado em 08/11/2018 07h00
Em 1973, bandidos invadiram um banco em Estocolmo, na Suécia, e o que era para ser um assalto rápido, acabou durando seis dias. Os criminosos capturaram quatro funcionários e os mantiveram reféns. O curioso é que, no segundo dia, os sequestrados sentiam medo dos policiais e protegidos pelos...

Procrastinação, o hábito de adiar a própria vida

Postado em 25/10/2018 07h00
Há um ditado popular que diz: “Não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje”, mas isso não funciona para os procrastinadores. Estes são regidos por outra premissa: “Não deixe para amanhã o que você pode fazer depois de amanhã”. E assim, empurram tudo para depois. Lutar contra esse hábito é como...

O terrível medo de doença

Postado em 18/10/2018 07h00
Há uma ideia simplista de que hipocondríaco é aquele que tem mania de tomar remédios. Mas, a questão vai muito além. A hipocondria é um transtorno que se manifesta através do medo ilógico de adoecer gerando uma hipervigilância em relação à saúde e promovendo um estado de angustia constante. ...

O desafio da educação dos filhos

Postado em 11/10/2018 07h00
“A inteligência emocional começa a se desenvolver nos primeiros anos de vida. Todos os intercâmbios sociais que as crianças vivenciam com seus pais, professores e entre elas mesmas, carregam mensagens emocionais”, segundo Daniel Goleman, autor do livro “Inteligência Emocional”. Entender a real...

Amor intenso ou distúrbio?

Postado em 04/10/2018 07h00
Algumas pessoas se entregam de forma desenfreada ao amor. Quando se relacionam, sofre demais, perde a razão, a paz e o equilíbrio emocional. Ao mínimo sinal de abandono, degustam uma angustia desmedida e tentam, a qualquer custo, reverter o fim da relação. Sofrem e fazem sofrer. Pessoas com esse...

É possível controlar nossas emoções?

Postado em 27/09/2018 07h00
Lidar com as emoções não é tarefa fácil, aliás, é um verdadeiro desafio. Uma pessoa será mais bem sucedida emocionalmente quanto melhor ela conseguir gerenciar de maneira madura as emoções, tanto as próprias, quanto as alheias. Isso porque a maturidade emocional é compostas por duas inteligências:...

Você se sente com os nervos à flor da pele?

Postado em 20/09/2018 07h00
“Às vezes acho que vou morrer de raiva”, “passo mal de nervoso”, “tenho dificuldade para dormir de tanto estresse”. Essas e outras expressões são usadas para definir a intensidade com que as emoções negativas dominam os sentimentos.  Esse mal estar atual, parece fazer parte da realidade de...

Quando o amor e a dependência se confundem

Postado em 13/09/2018 07h00
“Vivo passando dos limites para salvar meus relacionamentos. Já gastei o dinheiro que eu não tinha. Já fui atrás da pessoa em outra cidade só para fazer surpresa. Já fui na porta da casa da menina que eu namorava para esperar ela chegar para conversar comigo. Já rastejei parecendo que não tinha mais...