Ingredientes fundamentais para o sucesso profissional

Simone Demolinari / 17/06/2021 - 09h44

O último ano trouxe mudanças significativas no mercado e na forma de trabalhar, e ter sucesso profissional é mais que nunca um sonho para a maioria das pessoas. Embora seja difícil mapear exatamente o que determina esse sucesso, conseguimos reunir alguns ingredientes que não podem faltar, tais como:

Produtividade e foco: a dificuldade de concentração tem sido grande vilão do sucesso. Perde-se muito tempo sem concluir nada de produtivo. É como andar em círculos: existe o movimento, mas não se sai do lugar. A perda de foco e a divagação mental fazem com que uma pessoa passe horas na frente do computador sem concluir a tarefa. Ou então gasta-se horas num trabalho que poderia ter sido concluído em minutos. 

O bom uso da inteligência: não adianta ser inteligente, é preciso colocar essa inteligência para trabalhar. A capacidade avaliativa de uma ação determina o uso prático da inteligência. Há quem, no ambiente de trabalho, por medo de errar, ou por outro motivo qualquer, desligue a capacidade de pensar, tornando-se pouco inteligente. 

Proatividade: uma pessoa pró ativa antevê e antecipa a solução de problemas. O contrário de proatividade é passividade, lentidão, características incabíveis no mercado de trabalho dinâmico atual. 

Inteligência emocional: é composta por duas frentes: interpessoal e intrapessoal. A primeira tem a ver com a habilidade de uma pessoa em se relacionar bem com as demais. Trata-se da competência para interagir de maneira fácil com os colegas. Quanto maior a habilidade relacional, maior a liderança natural. Já a segunda, a intrapessoal, revela o nível da maturidade emocional. Tem a ver com a capacidade que temos de lidar com as nossas próprias emoções. É o reconhecimento, domínio e principalmente controle daquilo que sentimos. Pessoas com essa competência desenvolvida tem maior estabilidade emocional e comando sobre a própria vida. Geralmente são as mais valorizadas no ambiente de trabalho devido ao seu equilíbrio psíquico. 

Ousadia: ingrediente fundamental, pois surge da mistura da autoconfiança, perspicácia e sobretudo coragem (de errar e suportar o fracasso). A ousadia permeia a história de sucesso de grandes executivos e empreendedores. 

Disciplina: essa característica não pode ser confundida com motivação. A motivação oscila e geralmente está vinculada a algum desejo externo que, quando enfraquecido, leva junto a motivação. Já a disciplina é algo inegociável que cumprimos independentemente da vontade. É um compromisso imprescindível, como tomar banho, por exemplo, tarefa vinculada à necessidade e não à vontade. A disciplina é tão poderosa que pode transformar um profissional tecnicamente mediano em um funcionário de muito valor devido ao nível de comprometimento que ele estabelece com o trabalho. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários