É preciso esperançar

Tio Flávio / 03/01/2020 - 06h00

Por muito tempo eu pensei que a virada do dia 31 de dezembro para um novo ano não passava de mais um dia na vida de todos nós e no calendário. Mas, é interessante como, já no início de dezembro, motivadas pelo sentido do Natal, as pessoas se tornam mais solidárias e preocupadas com questões sociais. Alguns estudiosos afirmam que as pessoas sorriem mais, têm mais compaixão e solidariedade. É o chamado clima ou espírito natalino.

Na sequência, tem início uma onda de esperança, em uma renovação de algo nas nossas vidas, seja em âmbito pessoal ou profissional. A atmosfera individual muda, afetando o coletivo.

Há de ter uma explicação e pesquisas, realizadas por especialistas, da quantidade de energia positiva que é gerada pelas pessoas neste período, o que nos contamina para ter uma pré-disposição de pensar em coisas boas para o novo ano e desejar o melhor para nós mesmos, para os familiares e pessoas próximas.

Sabemos, com certeza, que essa energia vai sendo impactada com os desafios, problemas que vão nos atropelando durante o novo ano. Muitas vezes, o que era esperança transforma-se em dúvida, inércia, acomodação e repulsa, dependendo do que ocorre na nossa trajetória.

É impossível manter essa energia ao longo do ano, mas deveríamos ter vigilância para que esse sentimento bom que nos invade não se abalasse com tanta rapidez, sendo dissipado já nos primeiros dias (ou meses) do ano que nasce.

Segundo Paulo Freire: “É preciso ter esperança, mas ter esperança do verbo esperançar; porque tem gente que tem esperança do verbo esperar.
E esperança do verbo esperar não é esperança, é espera. Esperançar é se levantar, esperançar é ir atrás, esperançar é construir, esperançar é não desistir! Esperançar é levar adiante, esperançar é juntar-se com outros para fazer de outro modo…”

Que tudo aquilo que foi colocado no papel ou nos planos seja realizado, mas que a gente consiga mudar a nossa mentalidade e as atitudes, como um propósito definido, mas em um exercício diário mesmo. Quem ganha com isso é quem toma a frente das mudanças, mas isso impacta tantas outras pessoas, nos tirando da espera e nos conduzindo ao protagonismo.

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários