Entre Grades e Sonhos

Tio Flávio / 22/11/2019 - 05h00

Entre Grades e Sonhos é um movimento do Vale do Aço, em Minas Gerais, que realiza diversas iniciativas visando a orientação e o acolhimento de pessoas privadas de liberdade, na intenção de fortalecer esses indivíduos para que trilhem novos caminhos, se reinserindo em sua família e na sociedade.

Mas ninguém consegue fazer nada sozinho. É preciso buscar parcerias para que tudo aconteça e para que seja formada uma rede que envolverá diversos atores na busca de uma sociedade menos violenta, mais humana. 

A educação tem que ser fortalecida, políticas públicas têm que ser aprimoradas. A busca pela justiça social, o desenvolvimento econômico para a geração de emprego e renda, tudo isso contribui para a mudança de cenários. Mas, e quando isso ainda é uma realidade distante do que realmente precisamos? 

A todos nós compete a contínua tarefa de não se acomodar, cobrar por melhorias nas escolas e no sistema educacional, reivindicar - e não só criticar - melhorias consideráveis na saúde, segurança, bem-social. Não se aquietar. Mas cabe-nos também fazer um pouco mais. 

Onde o Estado não vai, movimentos, instituições, organizações, pessoas devem chegar lá, sem jamais esquecer de cobrar das devidas autoridades o seu papel.

O Entre Grades e Sonhos, assim como diversas outras iniciativas necessárias e, muitas vezes, anônimas, faz isso: conecta pessoas para o bem comum. E num evento, lindo, com a presença de cinco corais (Unileste, Vencedores com Cristo, Gente Nossa, Infantojuvenil Aperam e FSFX) e a Orquestra EMcantar - que sabe honrar o nome que carrega -, a música foi usada para sensibilizar as pessoas de que precisamos fazer hoje algo pelo nosso futuro.

Ao entrarem crianças, jovens, idosos, cada um em seus corais, para cantar a paz, Centro Cultural Usiminas, em Ipatinga, os nossos corações se encheram de alegria e esperança. Todas as gerações dando as mãos e clamando por uma mudança íntima, de quem está de qualquer lado que seja das grades.

Ao som das vozes e instrumentos de crianças, a gente sai de um evento desses com ainda mais esperança.
 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários