Na Real

Tio Flávio / 06/12/2019 - 06h00

A Educação gera uma inquietude muito grande, pois nos abre perspectivas e aponta caminhos, que podem ou não ser trilhados por nós. Gosto muito de uma frase do Heráclito de Éfeso que diz que nenhum homem pode banhar-se duas vezes no mesmo rio, pois, na segunda vez, o rio não é mais o mesmo e tão pouco o homem. Sinto o acesso à Educação desta mesma forma, pois serve para nos transformar, constantemente, fazendo-nos até ver de maneira diferente os ambientes que nos cercam.

Mas a dúvida ainda persiste: como poderíamos causar um impacto nos jovens estudantes, fazendo-os refletir sobre sua vida, família, sonhos, angústias, vontades de seguir e desistir, desesperos, vitórias? Como poderíamos tocar esses jovens, alunos de escolas públicas de Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, para que percebessem novos sentidos em suas próprias vidas e, mesmo atravessando “tempestades”, não deixassem de se levantar, realizar aquilo que os inspira? Como ajudá-los a descobrir novas inspirações e fortalecê-los para o caminho?

E aí vem a experiência nos mostrar que fazemos muito mais quando não estamos sozinhos. A Prefeitura de Sabará já desenvolve o projeto “Na Real”, um trabalho que vai a várias escolas da cidade, mobiliza e conscientiza centenas de alunos do nono ao terceiro ano do ensino médio, das redes municipal e estadual de ensino, por meio de palestras e encontros que os colocam em contato com situações reais, mas que buscam inspirá-los e prepará-los para desafios diversos que surgirão.

Desafios pessoais, profissionais, do seu papel como cidadãos.

O “Na Real” nasceu para reforçar o papel da escola como ambiente de transformação e construir, através de diálogos, conteúdos de alto poder inspiracional. Tem funcionado bem, por ser uma excelente ideia e pela condução junto às gestões escolares, professores e alunos do município.

Nesta semana foi o encerramento do projeto no ano de 2019, com um alinhamento de tudo que foi trabalhado, para que em 2020 seja ainda mais efetivo. O Tio Flávio Cultural foi chamado como parceiro, para que pudéssemos tocar o coração de 500 jovens, no Cine Bandeirante. As parcerias fizeram que tudo pudesse ser perfeito: O local, a mobilização das escolas e o transporte ficou a cargo da prefeitura, que também convidou o DJ Junior Costa e o DJ Xuxu. Os alunos já entravam em ritmo de música e luzes piscando. Após as breves apresentações sobre o “Na Real”, vieram quatro palestras que tinham objetivos diferentes. A primeira, conduzida por mim, foi para sensibilizar os jovens para questões de respeito, empatia, valorização da vida e afeto. O triatleta Thiago Vinhal entra na sequência, dando um fôlego em todos e chamando-os a pensar em seus limites e olhar além deles. O comediante Thiago Carmona trouxe, de maneira bem leve e engraçada, reflexões sobre escolhas, preconceito, família e sonhos. Fechando o evento vem o David Cesar, que nasceu com uma síndrome rara e convidou a todos para descobrirem seus potenciais.

No fim, certezas de que muita coisa tem que ser feita, mas que a escola é realmente um espaço de transformações.
 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários