Querubins: plantando cidadania

Tio Flávio / 13/09/2019 - 06h00

 

Tio Flávio fala sobre o projeto Querubins, desenvolvido na Vila Acaba Mundo, em BH:

 

 

Eu sempre ouvia falar do Querubins, mas só agora consegui ir lá para conhecer um pouco do trabalho que eles desenvolvem e, mais ainda, sentir a energia boa que paira naquele lugar. Uma pequena estrada liga o bairro Sion e a Vila Acaba Mundo, mas esse mesmo pequeno pedaço de rua também separa a correria da cidade da harmonia de um projeto que existe há 25 anos.

Ao chegarmos à recepção, nos avisaram que a Tia Magda já estava na sala dela nos esperando. Fomos lá para conhecê-la e ouvir as suas histórias, encantadoras e de muitos desafios. Mãe de três filhos, Magda Coutinho iniciou seu trabalho na praça do Sion, cuidando das árvores, com a ajuda de meninos que ficavam nas ruas, tomando conta dos carros. Aos poucos, foram chegando mais meninos, as árvores existentes iam sendo adotadas por cada um deles, que tiveram a responsabilidade de também plantar e cuidar de uma nova árvore.

A mangueira para molhar as árvores, as mudas para plantio, o adubo, tudo era doado, já que Tia Magda ia conversar com pessoas e empresas, sensibilizando-os para a importância daquilo que seria a semente do Querubins.

Com cem crianças e adolescentes, a Tia Magda já não tinha como ficar na rua e foi para o Centro Comunitário. Depois de conseguir a concessão de um espaço de 10 mil metros quadrados, foi, aos poucos, fazendo as salas de aula, os espaços verdes, sempre contando com o apoio da comunidade. Como ela mesmo disse: “Nunca comprei uma muda para colocar aqui. As pessoas traziam ou nos doavam e a gente ia buscar com uma Paraty de 1992, que está aí até hoje”.

Hoje, com uma estrutura admirável, percebemos que tudo foi conseguido e construído com muito esforço e persistência, mobilizando a sociedade, para que vários espaços físicos fossem construídos e pudessem abrigar oficinas, cursos, eventos. Lá no Querubins nada é mediano, pois tudo é feito com muito esforço, mas, se não for para ficar muito bom, eles buscam outra alternativa, até que o sonho seja viabilizado.

O Querubins busca desenvolver a arte, a cultura, o esporte e a educação para crianças e jovens de 5 aos 17 anos, da Vila Acaba Mundo, em BH, mas acolhe pessoas de várias localidades. E a alegria de ver aquelas crianças correndo, ensaiando, estudando no seu contraturno escolar, brincando, sendo respeitadas, respeitando, tendo seu presente ampliado, é a melhor contribuição que o Querubins nos dá: acreditar que é possível ir lá e fazer.

Para mais informações: querubins.org.br.
 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários