Transformando pela educação

Tio Flávio / 29/11/2019 - 06h00

Imagine que duas faculdades, referências em suas áreas de atuação, resolvam criar um movimento que impacte milhares de pessoas, mas que promova mudanças efetivas no comportamento de alunos e na rotina das escolas públicas de Belo Horizonte e Grande BH.

Quando conheci o Movimento EcoDom, não tive outra opção a não ser me apaixonar, pois vi o brilho nos olhos de alunos e professores e um real emprenho em fazer diferença social e ambiental.

Transformação é a palavra que melhor resume o Movimento EcoDom, um projeto de sustentabilidade desenvolvido desde 2011 pela Dom Helder Escola de Direito e Escola de Engenharia de Minas Gerais (Emge). Só em 2019, 143 escolas aderiram ao movimento, que propõe aos alunos o desenvolvimento de ações sustentáveis dentro dessas instituições, como a redução da emissão de papel e lixo, construção de hortas, captação de água da chuva, recuperação e preservação das áreas verdes, entre outras.

Em cada uma dessas escolas, um grupo de 30 alunos, em sua maioria do ensino médio, trabalha nesses projetos, sempre com a ajuda de um professor coordenador da própria escola. Em números estimados, são cerca de 4.500 alunos impactados diretamente pelas ações e outros 300.000 indiretamente. Levando-se em consideração as suas famílias, o projeto EcoDom alcança mais de um milhão de pessoas.

O coordenador-geral do Movimento EcoDom, Francisco Haas, explica que a concepção do trabalho tem como base os Objetivos do Milênio, propostos pela ONU. “O que nós visamos é dar aplicabilidade a esses objetivos, que são genéricos, proporcionando a nossos alunos uma educação que faça a diferença no dia a dia, promovendo uma mudança de comportamento, de hábitos, para que esses jovens, que futuramente serão os nossos governantes, possam pensar em cidades mais sustentáveis”, afirma.

Para comandar o projeto, o movimento conta com professores nucleadores, que percorrem as escolas da cidade, convidando-as a ingressarem nessa grande rede. Esses nucleadores acompanham as esquipes ao longo de todo o ano, auxiliando e motivando os participantes no cumprimento das atividades. O nucleador Elmo Souza, que está no movimento desde 2011, explica que “o EcoDom inovou a educação pública, ao levar instrumentação, aprendizado e aperfeiçoamento para a escola.”

“Nós estamos tratando da biosfera, da manutenção do planeta, onde a sustentabilidade escolhe o melhor caminho e conduz a melhores resultados para a sobrevivência humana. A luta pela causa ambiental é necessária, possível, e traz felicidade a todos que estão integrados na questão”, garante.

Ao longo do ano, são desenvolvidas diversas atividades. Do calendário do Movimento EcoDom constam o concurso de fotografia Garoto e Garota EcoDom, concurso de Dança EcoDom, além do Campeonato Estadual de Matemática, que teve a primeira edição realizada em 2019, impactando mais de 2.000 alunos de todo o Estado. As escolas realizam tarefas, com data de entrega, sempre alinhadas à metodologia da Pegada Ambiental, permitindo descobrir o quanto cada escola avançou em seu índice de sustentabilidade. As atividades do Movimento EcoDom são encerradas no mês de novembro, com a realização da Caminhada Ecológica.

 

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários