Voluntariado em tempos de crises!

Tio Flávio / 21/09/2018 - 07h00

Sempre defendi que voluntariado é comprometimento, no melhor dos sentidos que a palavra pode expressar. Ao identificar uma instituição, um movimento, um coletivo ou uma causa que você queira abraçar, sempre tente entender o que as pessoas ali precisam e o que elas esperam de você. A vontade de fazer algo e a empatia são os princípios básicos para iniciar um processo de voluntariado.

Leve o seu conhecimento, talento, respeito e tempo. Não julgue, pois isso pode ser a maior barreira para se executar uma ação. Tenha, sim, empatia, com a situação do outro, com o momento do outro, com a vida de quem você assiste. Seja humilde, e isso significa não pensar menos de si, mas entregar o melhor de si mesmo às causas que acredita.

ão vivemos numa bolha, não estamos isolados. A expansão das tecnologias, mudanças culturais, instabilidade financeira, crescimento das cidades e da população já causam desajustes em cidades e países, provocam as angústias pessoais, trazem as depressões e as novas doenças do século. A falta de investimentos governamentais em justiça social: educação, segurança, saúde e desenvolvimento econômico agrava ainda mais a situação que vivemos e estamos vendo ser construída.

É certo que várias instituições sociais fazem muito do que o próprio Estado deveria fazer. Acredito que, com isso, não devamos deixar de cobrar as iniciativas e responsabilidades governamentais.

Talvez, por alguns outros fatores, somados a esses expostos aqui, a crescente busca pelo voluntariado seja uma vontade latente de mudar essa realidade, achar algumas respostas e encontrar mais sentido em sua própria vida. 

Não deixe que a desesperança, o ódio, a cólera sejam alimentadas em si mesmo. E a melhor maneira de se vacinar de tudo isso é, justamente, vendo além, ampliando suas experiências e sendo útil à sociedade. Pesquise, procure uma instituição ou movimento sério e seja voluntário. Comprometa-se, encare isso com seriedade, tenha noção do impacto que suas pequenas ações terão na vida de algumas pessoas, não prometa nada, mas faça com o coração leve. Você conhecerá uma nova maneira de viver em sociedade.
 

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários