Como lidar com pessoas hostis

Publicado em 21/05/2022 às 06:00.

Mauro Condé*

“O homem que sofre antes de ser necessário sofre mais do que o necessário”. Sêneca.

Acabo de voltar de uma viagem rumo ao conhecimento usando como meio de transporte excelentes livros sobre Psicologia.

Eles me levaram para a Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, onde fui recebido pelo Psiquiatra Irvin Yalom, a quem fui logo pedindo:

Ensina-me algo que eu ainda não saiba e tenha o poder de mudar a minha vida para melhor.

- Liberte sua mente da influência alheia para melhorar a sua saúde mental.

Yalom escreveu “O Enigma de Espinosa”, obra prima ficcional onde mescla toda a sua erudição com os fundamentos da Psicoterapia de uma forma super acessível e didática.

O enigma está ligado a um mistério que une, de um lado, Baruch Espinosa, grande filósofo do século XVII.

Do outro, Alfred Rosenberg, escudeiro fiel de Hitler, que, em 1942, misteriosamente salva da queima na fogueira todos os livros da obra de Espinosa.

O Dr. Yalom idealiza um romance onde Rosenberg pede ajuda a um terapeuta da sua época, cujo processo de cura se dá através dos ensinamentos contidos nos livros de Espinosa.

De forma bem resumida, o psiquiatra ensina Rosenberg a reduzir o desconforto que sente com a hostilidade doentia de Hitler para com ele.

Pede a Rosenberg para dividir o problema num gráfico em forma de pizza com duas partes.

Na primeira parte da do gráfico, pede para o paciente pensar no quanto do percentual da culpa, pelo relacionamento ruim entre eles, pode ser atribuído única e exclusivamente ao jeito de ser e de se comportar do chefe.

Na segunda parte e mais importante, pede para Rosenberg pensar no percentual restante como sendo a parte da permissão que ele dá para Hitler ser hostil com ele.

O que o psiquiatra ensina é que, em quase 100% das vezes, a frustração por lidar com pessoas hostis é tão grande que nos comportamos como vítimas de um relacionamento ruim onde só o outro é poderoso e culpado.

O Enigma de Espinosa nos ensina que o outro dificilmente pode ser mudado e a forma mais inteligente de melhorar o relacionamento com uma pessoa que se comporta como uma pedra é nos concentrarmos em mudar a parte em que contribuímos para que isto aconteça.

O segredo é retirar a permissão que o outro acha que tem para nos tratar mal, alterando de forma inteligente nossas atitudes ou palavras que possam servir de gatilho para o comportamento dele.

*Palestrante, Consultor e Fundador do Blog do Maluco

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por