Terceirizar a preparação da ceia de Natal – seja encomendando o cardápio em restaurantes ou entregando a tarefa para chefs de cozinha que cobram boa quantia para atender em domicílio – não é opção viável para muita gente. Ainda mais em tempos de aperto financeiro. Mas que tal aprender truques simples e providenciar o próprio banquete, indo muito além da receita “básica” do peru com farofa e mix de folhas?

A partir da semana que vem, uma porção de cursos pipocam na cidade. Há opções para quem quer incrementar as entradinhas, servindo receitas mais leves e sofisticadas, de tortas e biscoitos decorados e que ajudam a enfeitar a mesa, e até de sobremesas fit, para quem quer manter a silhueta em dia.

Professora de culinária, sócia-proprietária da Experimente Cozinha – Food Lab, no Santa Lúcia, Zona Sul da cidade, Sabrina Gomide diz que a ideia das aulas é dar ao aluno a oportunidade de se virar sozinho. Nem precisa ter intimidade com as panelas. “Tentei diversificar ao máximo, focando em ingredientes de baixo custo, fáceis de encontrar e em pratos práticos, que possam ser só finalizados na hora da ceia. Ninguém precisa ficar sozinho, cozinhando a noite toda”, reforça.

Não precisa mesmo! Alguns truques simples são capazes de transformar até as receitas mais tradicionais, adianta a cozinheira, que incluiu no menu das aulas de Natal filé Wellington (comum em datas festivas nos Estados Unidos e Inglaterra) com salada de plantas não convencionais (Pancs) e arroz de grãos, para fugir da receita do dia a dia. 

Dicas

Na hora de temperar as carnes brancas, por exemplo, como peru e chester, mais comuns nessa época, é fundamental deixá-las marinando em uma mistura de água, sal e temperos variados com um componente ácido (vinagre ou limão) por pelo menos duas horas. Louro, cominho, alecrim, orégano fresco e tomilho são sugestões para variar o sabor do prato. 

Tempo de forno é outro fator que faz toda a diferença no resultado que chega à mesa. Nada de deixar a carne esturricando no calor. “O cheiro é um bom termômetro para saber se já está assada. No final da cocção, é só tirar o papel alumínio e regar com o caldo da marinada e um alimento doce, como suco de laranja ou de abacaxi, que ajuda a caramelizar”, ensina Sabrina. 

Desprezada por muita gente, a salada de folhas pode ser substituída por legumes selados na manteiga. “Servidos frios mesmo”, diz a chef. Experimente usar berinjela, abobrinha, aspargos e cenoura – essa última temperada com caldo de gengibre – aquecidos na frigideira e montados numa travessa redonda, intercalando cada legume. Na hora de servir, regue com azeite. 

Terror de muita gente, que acaba se empanturrando ao longo da noite com tantos petiscos, as entradas também podem ser mais saudáveis e descomplicadas, feitas em casa pelo anfitrião da festa. Dupla de Sabrina Gomide nos cursos de Natal, a chef de cozinha Júlia Andrade sugere tomate e abobrinha assados para compor a famosa ratatouille – especialidade francesa. 

Não quer abrir mão das castanhas? Tempere-as na cozinha de casa com azeite, páprica, açafrão, pimenta e mel e asse antes de servir. “São uma excelente opção para substituir os amendoins cheios de sódio e ainda ajudam a acelerar o metabolismo”, afirma a chef funcional.

Cursos para ceia de Natal Sabrina Gomide e Júlia Andrade

EXPERIMENTE COZINHA - FOOD LAB
Júlia Andrade e Sabrina Gomide vão ensinar, passo a passo, a incrementar a ceia da família com pratos sofisticados, saborosos, mas práticos para fazer em casa

Leia mais:

O barato da simplicidade: faça sua decoração natalina com peças reutilizadas; aprenda!

Sobrou comida? Saiba como reaproveitar os ingredientes da ceia de Natal; confira receitas!

Sobremesas mais sofisticadas (e magras) com trocas simples e fáceis de fazer em casa

Escapar do tradicional pavê de Natal também não é tarefa difícil, sobretudo se a ideia for enxugar as calorias da receita. Chocolate meio-amargo, açúcar “do bem” ou adoçante natural ajudam a deixar as sobremesas mais leves e, ao mesmo tempo, sofisticadas. 

Proprietária da Cup Fit, em Belo Horizonte, e especialista em confeitaria fit e funcional Camilla Resende Martins propõe mudança de olhar sobre os doces. Segundo ela, é possível manter receitas saborosas, bonitas e requintadas fazendo substituições pontuais, como do leite de vaca pelo vegetal (de castanhas ou coco), do chocolate ao leite pelo 70% e do açúcar refinado, o branco, pelo demerara, mais saudável. 

“As pessoas saem do meu curso enlouquecidas com a facilidade das receitas. Muita gente torce o nariz quando ouve que o doce é fit, mas se não falar, ninguém percebe. O sabor é o <CW0>mesmo! Não estou vendendo meu peixe, mas quem faz a aula fica bobo com a facilidade dos preparos”, diz a confeiteira, que preparou cardápio com panetone e chocotone, além de mousse e parfait (sobremesa francesa) para o curso em BH.

Mais fruta

Para os adeptos da mão na massa, a chef Júlia Andrade, que tem uma afinidade maior com a cozinha funcional, recomenda frutas caramelizadas para dar um toque especial nos preparos tradicionais. Pêssego e ameixa são excelentes opções, diz a cozinheira, que vai ensinar petit gateau, torta de chocolate com caramelo salgado e cheesecake no curso de Natal.

Quem vai abrir uma exceção no Natal para dar uma escorregada na dieta também pode seguir a sugestão da chef Sabrina Gomide. “É só pegar uma forma de fundo removível, margeá-la com Bis preto e branco ou Kit Kat, e colocar no centro camadas de sorvete e de brigadeiro. Dá para fazer dias antes e fica deliciosa, agrada todo mundo”.

Cursos para ceia de Natal sobremesas da Cup Fit

CUP FIT
Curso de Camilla Resende tem bolo de Reis, tradicional nessa época do ano, e mousse de três chocolates, tudo fit e saudável

RECEITA:

Bombom preto e branco na travessa FIT - Receita da nutrichef Camilla Resende Martins 

– Bombom branco:
1 xícara de biomassa de banana verde 
1/4 xícara de leite de coco em pó 
1/2 xícara de água morna 
3 colheres de adoçante culinário 
100g de chocolate branco sem açúcar e sem lactose 

Bata todos os ingredientes (menos o chocolate) no liquidificador. Transfira para uma panela e mexa até ferver. Adicione o chocolate branco e mexa até começar a desgrudar do fundo da panela. Transfira para outro recipiente e leve para a geladeira. 

– Bombom preto:
100g de chocolate 70% 
1/2 xícara de biomassa de banana verde 
3 colheres de adoçante culinário 
Misture tudo e leve para panela até ferver.

– Montagem:
No recipiente do chocolate branco (já gelado), coloque o chocolate preto por cima. Use morangos e coco frescos, cerejas, pedaços de chocolates ou mix de nuts para enfeitar. Sirva gelado. 

Confira agenda de cursos:

Agenda de cursos de culinária para o NatalClique para ampliar