Ser vigilante com a alimentação, seguir uma rotina de exercícios físicos e exibir uma silhueta magra não é o suficiente para manter o bem-estar em dia. Usufruir de plena disposição inclui garantir o funcionamento correto do organismo por dentro. Tarefa para tratamentos que prometem varrer as toxinas e reequilibrar as atividades desempenhadas pelo corpo. 

Conduzida de forma bem simples e rápida – cerca de 45 minutos – a desintoxicação iônica é um desses métodos. O tratamento consiste na eliminação de metais pesados, agrotóxicos e pesticidas carregados para dentro por meio de poluição e da alimentação, e tem como objetivo promover a normalização das funções orgânicas. 

Nutricionista na Clínica Penchel, que oferece o tratamento em Belo Horizonte, Gabriela França explica como funciona a ferramenta, que utiliza os pés como condutores do “lixo” acumulado. “O paciente coloca os pés em uma bacia com água e um pouco de sal. Nela estão ligados eletrodos conectados a uma máquina programada para cada caso. À medida em que as toxinas são eliminadas, a água muda de cor”, detalha a profissional, mencionando os diferentes tons baseados nos tipos de resíduos expelidos.

Complemento

Basicamente, o que a desintoxicação iônica faz é estimular as glândulas linfáticas e carregar moléculas tóxicas ionizáveis para obter o processo de desintoxicação. “Os pés possuem pelo menos 2 mil poros, por isso são a melhor opção para o tratamento”, destaca Gabriela, que prescreve o método nos processos de detox. 

Paciente dela, a advogada Heloísa Miranda Paternost, de 32 anos, diz ter se sentido mais disposta, descansada e revigorada após a sessão. “Percebo mais disposição para encarar a rotina e o estresse parece ter diminuído. Concluo que corpo em ordem e funcionando bem reflete em vários aspectos da vida”. 

Outro método que promete eliminar por completo resíduos acumulados no intestino e até no fígado, restabelecendo o pleno funcionamento do corpo, é o enema de café – limpeza intestinal feita com café orgânico preparado administrado por via retal.

Presentes no grão, as substâncias teobromina e teofilina são capazes de dilatar os vasos sanguíneos e os ductos biliares, promovendo não somente a remoção de toxinas retidas no órgão responsável pelo processo de excreção. 

Medicina indiana

Nutróloga e proprietária da Kloris Medicina Integrativa, no Vila da Serra, em Nova Lima, na Grande BH, Ana Cláudia Cançado explica que o método é originário da medicina indiana e vem, aos poucos, sendo incorporado aos protocolos ocidentais. 

“A relação da cafeína com o intestino promove bem-estar na hora. Não é a mesma coisa de quando bebemos café e temos agitação, taquicardia. A cafeína não cai na corrente sanguínea”, esclarece a profissional, lembrando que a principal indicação do método é para casos de constipação intestinal. 

Nutricionista na clínica, Karla Ferreira Grossi acrescenta, no entanto, que o enema de café também faz parte dos protocolos de detoxificação de fígado, vesícula e intestino. “Utilizamos no fim de um programa de sete dias no qual privilegiamos frutas, verduras e legumes. Eliminamos proteína animal, alimentos potencialmente alergênicos e inflamatórios e introduzimos os que são antiinflamatórios e antioxidantes. O enema auxilia no processo”, detalha.

Detox corporal Enema de café
ENEMA DE CAFÉ – Substâncias presentes no grão são capazes de dilatar os vasos sanguíneos e os ductos biliares; tratamento é conduzido por enfermeira

Método ‘varre’ toxinas do corpo, melhora pele e humor

Já imaginou melhorar o humor e a disposição e, de quebra, dar uma afinada na silhueta, reduzir as celulites e dar novo viço à pele? Tratamento que propõe uma limpeza profunda e completa do intestino grosso, a colonterapia ajuda a limpar o organismo propondo um pacote completo para aumentar saúde e bem-estar, reequilibrando também a função intestinal. 

Realizado em consultório, o procedimento vem sendo indicado, inclusive, por dermatologistas em processos que privilegiam o detox de dentro para fora. “Não adianta passar cremes no rosto se por dentro estiver tudo errado”, destaca a enfermeira e colonterapeuta Izabel Toni Sarah. 

Pioneira ao utilizar o método em Belo Horizonte e proprietária da clínica Colonterapia BH, na Zona Sul da capital, ela explica que o tratamento promove uma limpeza profunda da parede intestinal onde ficam retidos de cinco a seis quilos de fezes ao longo da vida. 

“O paciente sente mais ânimo e observa que até o sono melhorou. O intestino é nosso segundo cérebro, onde parte da serotonina, hormônio do bem-estar, é produzida. Se não funciona direito, não nos sentimos tão bem”, detalha.

Contraindicado para pacientes com doenças intestinais pré-existentes, como câncer, quadro de diverticulite aguda, hipertensos não tratados e grávidas com gestação de risco, o tratamento segue protocolos variáveis.

O mais comum, entretanto, explica Izabel Sarah, é realizar sessões consecutivas por dez dias e fazer uma manutenção mensal.

Tratamentos de detox Desintoxicação iônica

IONIZAÇÃO – Método promove desintoxicação através dos pés, que têm mais de 2 mil poros; tratamento ajuda a eliminar metais pesados, agrotóxicos e pesticidas ingeridos na alimentação

Além disso:

Terapia polêmica, que ainda gera controvérsias no Brasil, a ozonioterapia integra o rol de práticas integrativas e complementares oferecidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), mas ainda aguarda votação na Câmara dos Deputados para ser regulamentada como medicina complementar no país.

O método consiste na aplicação de uma mistura dos gases oxigênio e ozônio por diferentes vias (intravenosa, intramuscular ou retal) com finalidade terapêutica anti-inflamatória e antisséptica, atuando também na modulação do estresse oxidativo (desequilíbrio de radicais livres no corpo) e melhorando a oxigenação sanguínea. As informações são da Associação Brasileira de Ozonioterapia (ABOZ).

O tratamento também seria capaz, conforme o órgão, de remover toxinas que prejudicam o funcionamento adequado das células e a absorção de nutrientes. Além disso, estimularia processos metabólicos no fígado e nos rins, promovendo o pleno funcionamento do organismo. 

Na forma medicinal, o ozônio atua como coadjuvante na recuperação das capacidades funcionais do corpo humano. À medida em que elimina substâncias patogênicas do corpo e limpa a corrente sanguínea, promoveria também um detox completo. 

Detox corporal

Clique para ampliar

Leia mais:

Mindful Eating propõe atenção plena ao comer, mantendo relacionamento sério com a comida

O poder das orgonites: ferramenta purifica e amplia energia vital de pessoas e ambientes

Ayurveda une boa alimentação, yoga, massagens e fitoterapia para curar