Não é puxar sardinha afirmar que "The Last of Us" foi um dos melhores games da década, senão o melhor. A produção da Naughty Dog chegou em 2013 e até hoje é prateleira de cima em  qualquer lista de melhores jogos. E não por acaso que a expectativa pelo segundo game da franquia é imensa. 

"The Last of Us - Part II" deveria chegar no final do mês, mas foi adiado para 19 de junho. Um estalo, quando se compara com o lançamento do game original, mas uma eternidade em dias de quarentena. Para boa parte de nós, junho parece um futuro distante. Mas não há nada que possamos fazer, senão aguardar. 

 

No entanto, o estúdio americano publicou um novo trailer, que revela a evolução de Ellie em seu universo apocalíptico. O vídeo retrata como a menina cresceu, num mundo em que a civilização caiu diante de um fungo que provoca mutação nos humanos, tendo que aprender a lutar desde cedo.

Se no primeiro game, a história tinha Joel como personagem central, em sua jornada atravessando os Estados Unidos, pela crença que a garota era imune à doença. Agora ela assume o protagonismo em uma caçada aos assassinos de sua companheira. 

O game promete ter enredo forte como o título de estreia e a expansão "Left Behind" - que pessoalmente é uma das melhores histórias de um game, com uma trama de encher os olhos. Muito provavelmente manterá seu engenhoso modelo de jogabilidade, com exploração, combates e quebra-cabeças. Tudo salpicado de dramas e dores que fazem Ellie ser quem ela é.

"The Last of Us - Part II" é exclusivo para PS4 e custa R$ 249,90