Nos últimos três anos, as lingeries, especialmente sutiãs e bodies, deixaram de estar escondidas pelas roupas e passaram a protagonizar diversos looks. E não é mera coincidência que, neste mesmo período, as mulheres tenham evoluído na relação com o próprio corpo. O momento atual mostra uma moda íntima mais livre e democrática. Mas, apesar da diversidade de modelos, ainda é possível elencar trends neste setor.

“O biotipo da mulher influencia muito na escolha da peça, apesar das tendências. Temos visto, na hora do atendimento, é que as mulheres têm buscado sutiãs menos estruturados; liberdade é a palavra-chave da escolha. Estamos trabalhando com muitos bralettes, por exemplo, que são um pouco maiores e mais rendados”, destaca a diretora de Estilo e Marketing da Água Fresca Lingerie, Júlia Zingoni.

bralette.jpg

Bralette
Em formato de top, é uma adaptação refinada dos modelos esportivos, incluindo renda e detalhes. É o mais usado à mostra

E essa procura por novidade e conforto, além de refletir no que é oferecido pela indústria, impacta positivamente a produção. De acordo com estudo do Instituto de Estudos e Marketing Industrial (IEMI), de 2014 a 2018, a fabricação de sutiãs aumentou 10,2%. Já a de calcinhas avançou 9,6%. Para 2020, é estimado aumento de 2,2% no consumo dessas peças.

“A lingerie deixou de ser somente a ‘roupa de baixo’ e, cada vez mais, ganha protagonismo nas produções. Nas últimas temporadas, ela reinou como estrela e trouxe para os looks femininos ainda mais poder e liberdade. Neste ano não será diferente. Os sutiãs, calcinhas e bodies ganham boas doses de informação de moda alinhadas ao conforto e à feminilidade”, observa a franqueada da marca Jogê em Belo Horizonte, Lorena Miranda.

body.jpg

Body
Os bodies vêm repaginados e em diversos modelos e estilos, com destaques para versões frente única, com ou sem mangas, gola alta e muita transparência

Mais modelos

Mesmo que 2020 já esteja quase no quarto mês, é possível enumerar tendências da moda íntima para o Outono-Inverno (que já está aí) e a Primavera-Verão. Além dos bralettes, lembrados pela diretora da Água Fresca Lingerie, o modelo balconet ganha destaque.

Ele é o antigo meia-taça, sutiã em que o bojo cobre apenas a parte inferior dos seios. “Este modelo é excelente para usar com camisetas mais larguinhas e transparentes. Os modelos cropped também ficam lindos combinados com calça de cintura alta”, indica Lorena Miranda. Cabe lembrar que ele é mais adequado para mulheres de seios pequenos ou médios.

balconet.jpg

Balconet
O bojo deste sutiã, que tem alças mais separadas, cobre apenas parte inferior dos seios. Modelo, atualmente, vem acompanhado de transparências, bordados e referências vintage

sport.jpg

Sport wear
Funcionalidade e estilo são as palavras-chave da tendência esportiva, que une conforto e estilo para usar nas atividades físicas e também no dia a dia

estampa.jpg

Estampa
Animal print, poás e motivos divertidos são mesclados com tecidos lisos e texturas, dando uma bossa às peças

Leia mais:

De olho no Inverno 2020! Confira quais trends as semanas de moda internacionais lançaram

Quer tudo azul em 2020? Invista na cor escolhida pela Pantone para o look da virada

Costanza Pascolato compartilha experiências em entrevista exclusiva ao Hoje em Dia