Esqueça panelas sofisticadas, forno a gás ou qualquer outro instrumento usado para cozinhar e que não seja a brasa! Método mais primitivo, utilizado há milênios pelo homem, será a estrela de um festival que desembarca em Belo Horizonte neste fim de semana. Fuegos, como foi batizado, preconiza o uso exclusivo do fogo direto para elaborar pratos com carne, peixe, frutos do mar, massas e até sobremesas. 

Inspirado na cozinha do chef argentino Francis Mallmann – famoso por dispensar firulas ao preparar o clássico churrasco – o evento trará a BH 23 assadores, como são chamados. Dentre eles está Roberto Ravioli, paulista descendente de italianos que comanda um quadro no programa É De Casa, da Globo. Em solo mineiro, irá reproduzir fielmente uma receita típica de Roma, capital da Itália, a porchetta romana.

Ao Hoje em Dia, Ravioli conta que o porco, inteiro e que pesa cerca de dez quilos, começa a ser preparado 12 horas antes de chegar ao fogo, período em que fica marinando em uma mistura de sal, pimenta, alho, semente de erva doce, laranja, limão, vinagre balsâmico e cachaça. No forno, são mais seis horas assando lentamente. O resultado é uma carne macia, suculenta e que, no festival, será servida com cebola roxa e farofa de fígado. 

Sobre a escolha da estrela da festa, o fogo, não poderia haver outra melhor, opina Ravioli. “É um resgate do método mais rudimentar de se preparar um alimento. Qualquer pessoa pode sentar na frente do fogo e fazer uma carne, um peixe, um legume ou uma massa. Sem falar no sabor da defumação”, comenta. 

Foco no resultado

Produtor e organizador do Fuegos, Marcelo Wanderley diz que a ideia do evento é aliar cortes inovadores e produtos de extrema qualidade à simplicidade do modo mais primitivo de cocção. “Não existe mais essa história de carne nobre. O que conta mesmo é o produto final”, enfatiza. 

Para definir os participantes e as receitas que serão servidas – no esquema open food, ou seja, consumo livre por um valor pago antecipadamente –, foi feita uma criteriosa curadoria. “Foram meses entendendo os cortes, os equipamentos e o perfil dos assadores”, detalha. 

Quem for ao evento será brindado com pratos que vão além de carnes suínas e bovinas, tradicionalmente preparadas na brasa. Proprietário do D’Agostim di Paratella, o chef Paratella Matheus, por exemplo, servirá fusilli all’amatriciana – massa em espiral com molho de bacon defumado refogado em azeite e cebola, deglaçado em vinho branco, tomate e manjericão.

A sobremesa ficará por conta da chef Nayara Faria, filha de Ivo Faria e proprietária do La Palma, que fica na capital: banana flambada com doce de leite. 

O Festival Fuegos acontece neste sábado (11), das 14h às 22h, no Espaço Bella Vista, no Bairro Olhos D'Água. Os ingressos podem ser adquiridos diretamente neste link. O evento é open bar e open food

Festival Fuegos gastronomia

PRESENÇA DE PESO - Chef Roberto Ravioli, que tem um quadro no programa É De Casa, da Globo, é uma das atrações do festival. O paulista irá servir uma porchetta romana

Uma réplica de temazcal – tenda utiliza por índios americanos em rituais de limpeza e purificação de corpo e espírito – promete ser uma das grandes atrações do Festival Fuegos. Criação dos chefs Kiki Ferrari e Júlio Costa, sócios no Abrasa Banquetes. A engenhoca, erguida sobre estruturas metálicas e tecido, servirá como espécie de estufa para assar e defumar a carne eleita pela dupla, o coelho.

Segundo Kiki, a ideia surgiu como homenagem à cultura indígena e reverência à transformação da carne em alimento. “Da mesma forma que eles (índios) têm a simbologia do renascimento no temazcal, a gente também quer propor uma transformação da carne, que deixará de ser um animal para se tornar um alimento. É uma forma de homenagear a comida e demonstrar nosso respeito a ela”, explica. 

Ao vivo

Também serão preparados dois acompanhados para o prato principal: banana da terra e um vinagrete tupiniquim, bem brasileiro, feito com pimenta malagueta, urucum e coentro. A proteína animal ficará pendurada sobre pedras salpicadas com ervas e aquecidas diretamente no fogo. Quem estiver no festival poderá acompanhar de perto o preparo dos pratos.

Vegetarianos e veganos também terão lugar cativo nas cozinhas do Fuegos. Uma das estações – espaços destinados a cada cozinheiro – será exclusivamente voltada para o preparo de vegetais orgânicos. Os participantes fazem parte do Assentamento Pastorinhas, em Brumadinho, na Grande BH. 

Festival Fuegos gastronomia
FORA DO COMUM - Kiki Ferrari (foto ) e o sócio dele, Júlio Costa, vão construir um temazcal inspirado na cultura indígena. No equipamento, serão preparados coelho, banana da terra e vinagrete de pimenta malagueta, coentro e urucum

Confira os participantes e pratos que serão servidos:

– De outros estados:

Alejandro Peyrou – cortes de wagyu
Carlos Bertolazzi e André Melo (BH) – varal de pato e arroz de pato
Paulo Yoller – bão recheado de pulled pork
Roberto Barcellos – cortes de angus
Roberto Ravioli – porchetta romana
Sae Kim – churrasco coreano
Saulo Jenning – costela de tambaqui

– De BH:

Antônio Marreta – burguer de angus
Djalma Victor – carne suína
Felipe Galastro – túnel de costela bovina
Flávio Trombino – estação de tropeiros
Gael Paim – beer can chicken (frango de lata de cerveja)
Ivo Faria/Emmanuel Ruz – costela de porco
Kiki Ferrari/Júlio Costa – temazcal de coelho
Leonardo Paixão – espetinho de coração de pato
Nayara Faria – banana flambada com doce de leite
Matheus Paratella – fusilli all’amatriciana
Sandro Massa – varal de carré no dry hub

Festival Fuegos gastronomia

RUDIMENTAR - Apresentador no GNT, Felipe Bronze é um dos chefs brasileiros entusiastas dos preparos feitos direto na brasa. Em “Perto do Fogo”, faz de tudo um pouco, incluindo receitas doces e até drinks que ganham aroma, sabor e aparência peculiares quando em contato direto com o fogo 

Leia mais:

Gosto pela cerveja aumenta curiosidade por origem das receitas e modo de fabricação

Fruta também é doce! Tempero e preparo certos transformam ingrediente em saborosas sobremesas

Clássico reinventado: tradicional docinho de festa, brigadeiro ganha versões inusitadas