Depois de uma bem-sucedida transição do mercado editorial de moda, com passagens marcantes pela Vogue e Glamour, para a televisão, a jornalista de moda Mônica Salgado coleciona experiências em se reinventar na carreira, parecendo ter sempre o pensamento à frente dos colegas.

Aos 38 anos, além da coluna “Selfie da Verdade”, no global “Vídeo Show”, ela é protagonista de palestras de Norte a Sul do Brasil para falar de moda, e não só de tendências, mas também de comportamento do consumidor e, inclusive, da relação das marcas e do público com as redes sociais.

Convidada pelo BH Shopping para participar o lançamento da Primavera/Verão 19 do mall, na manhã desta terça-feira (28), Mônica bateu um papo com plateia recheada de influenciadores da capital sobre, claro, moda e mídias sociais.

“Com as redes, o saber de moda passou a não ser mais exclusividade das revistas. Ele era detido por poucas pessoas, por marcas, estilistas. Hoje, é compartilhado por todo mundo. A democratização do saber levou à democratização do consumo”, afirmou a jornalista.

Questionada sobre o recente fechamento de duas grandes publicações de moda no Brasil, Elle e Cosmopolitan Nova, Mônica Salgado acredita que as revistas do segmento que sobreviverão serão aquelas que apresentarem um diferencial. “É um mercado muito restrito, vão prevalecer revistas mais de luxo”, colocou.

A herança é uma coisa importante. Aqui em Minas Gerais temos uma tradição de artesanato, de tricô, bordados, ligação com o belo, o rico, estética apurada. Não me surpreendo com as mineiras serem tão bonitas e elegantes

Influencers

A identificação do público com os influenciadores digitais é, atualmente, um dos “gatilhos” de compra. Quando alguém deseja comprar algo é influenciado primeiro por pais e amigos e, em segundo lugar, pelos famosos do mundo virtual.

“Havia um grande preconceito com eles, isso lá em 2012. Mas, com o tempo, a figura dos influencers gerou conexão, identificação com o público. A Versace foi a primeira marca a convidar um influencer, antes chamados de bloggers, para a primeira fila de um desfile, isso antes de 2010”, destacou a jornalista de moda, enfatizando que, hoje, esse comportamento é mais que comum.

Cinemark do BH Shopping

Desfile da Amaro no Cinemark do BH Shopping

Perguntada sobre o segredo do feed perfeito no Instagram, onde coleciona 330 mil seguidores, disse que é preciso sinceridade e mostrar a vida como ela é.

“Eu sou esta pessoa que gosta de moda, de ser engajada, de comprar roupa, de colocar cílios. A gente é muitas coisas e não uma coisa só. As pessoas querem realidade, por isso o story é tão mais visualizado que o feed. A bagunça da vida é muito interessante. É muito mais legal ver a filha da Beyoncé fazer bico do que o look dela no red carpet. O mundo caminha para imagens menos editadas, mais cruas”.

Após o bate-papo, Mônica comentou os looks apresentados em desfile da Amaro, loja virtual adorada pela fashionistas, que abre ponto físico no BH Shopping nesta semana. O evento aconteceu em uma das salas do Cinemark.

Leia mais:

BH Shopping apresenta coleção Primavera/...

Com discussões sobre consumo consciente, Museu da Moda abre as portas para a Slow Week

Em uma semana, Natura inaugura três...