A série “Forza”, assim como “Need For Speed” e “Gran Turismo”, se tornaram boas vitrines para promover automóveis. Em “FH5”, o Mercedes-AMG Project One ganhou a capa. O supercarro alemão, de produção limitada, foi a sensação da marca no Salão do Automóvel de São Paulo (2018) e é um dos bólidos do jogo.

 

A Ford mais uma vez volta a explorar a visibiliade de “Forza”. A atual geração do Mustang usou a série para se promover e agora a marca adiciona o truculento Bronco no game. Ao todo são mais de 500 modelos de diferentes categorias. Há compactos, muscle cars, superesportivos, SUVs e picapes. 

Horizonte vasto

“Forza Horizon” é um game de mundo aberto. Cada edição se passa num ponto do globo, onde acontece uma espécie de gincana da velocidade. Em “FH4”, o game foi ambientado na Inglaterra. Agora atravessa o Atlântico. Assim, os diferentes biomas e relevos mexicanos servem de palco para as mais diferentes provas. São corridas off-road, montanhas, desertos, praias, na selva, cidade e estradas.

A jogabilidade segue o padrão de progressão dos eventos. O jogador desbloqueia novos desafios e também pode descobrir novas provas explorando o cenário.

Ao volante

O game tem tocada no estilo arcade, como “Need For Speed” e “The Crew”, isso faz dele mais fácil de jogar. Não é preciso se preocupar com tempos de marcha, tangência e demais perícias obrigatórias nos simuladores e simcades (games que fazem a ponte entre o simulador e o arcade), tudo é mais fácil.

Em um salto longo, por exemplo, se a carroceria girar e o carro tocar o solo com a frente de lado, ele não vai capotar. Vai derrapar e dar ao jogador a chance de corrigir a trajetória. O negócio é acelerar, ficar atento à direção e tentar chegar na primeira posição.

Mas isso não significa que o game não seja desafiador. “FH5” é um game que exige dedicação do jogador para vencer as diferentes provas. Apesar de não contar com um critério físico apurado entre cada carro, há diferenças entre guiar um McLaren e uma Ranger. Claro que não é algo tão sádico como um simulador (que não perdoa uma entrada de curva com marcha, esterçamento e rotação corretos), mas não é simplório.

Palavra Final

“Forza Horizon 5” é um game que atende a um imenso universo de jogadores, pois é lindo, muito bem produzido e amigável. Para quem apostou na nova geração do Xbox é uma forma de colocar o console à prova. O game parte de R$ 250, mas gratuito para assinantes Game Pass.