Nesta sexta-feira (4) será o lançamento de “NBA 2K21”, a mais recente edição da franquia, que chega com melhorias gráficas e de jogabilidade. A edição também marcará a estreia da nova geração, pois já tem edições prontinhas para PS5 e Xbox Series X. São versões que chegam no fim do ano, assim que os consoles finalmente estrearem.

Mas antes de tudo isso, testamos a demo de “NBA 2k21”. Uma demonstração que te permite jogar cinco partidas com duas equipes atuais: Milwaukee Bucks e Los Angeles Clippers, que permitem partidas equilibradas quando se joga em dupla.

No entanto, o ponto forte dessa demo, e que faz qualquer um se apaixonar pelo jogo e não pensar duas vezes em gastar R$ 250 no título, são os times de todos os tempos de Los Angeles Lakers e Boston Celtics. 

Soberania

O amigo pode se perguntar por quê Lakers e Celtics tiveram tal privilégio. Afinal, a última vez que as duas equipes chegaram às finais foi em 2010, com o time da Conferência Oeste vencendo a série na sétima partida. Depois disso, Cleveland Cavaliers e Golden State Warriors acenderam na NBA e duelaram nas finais entre 2014 e 2018, sendo que os Warriors ainda disputaram as finais de 2019 com o Toronto Raptors. Então por quê não os times do momento?

Simples: Lakers e Celtics são as maiores campeãs da NBA e já protagonizaram finais históricas. Os Celtics somam 17 títulos, com 21 participações nas finais, enquanto os Lakers acumulam 16 canecos, em 31 decisões. Os dois times mais próximos deles são Golden State Warriors e Chicago Bulls, com seis campeonatos cada.

Além disso, são equipes que tiveram grandes nomes da NBA, seja na fase atual da associação, como no passado. Do lado de Boston, o time conta com Bill Russell, Kevin McHale, Bob Cousy e, claro, a lenda Larry Bird. Por outro lado, no time dos Lakers falta espaço na quadra para tantos astros. O time conta com Magic Johnson, Kareem Abdul-Jabbar, Shaquille O’Neal, LeBron (King) James e o saudoso Kobe Bryant. 

Um detalhe legal é que cada jogador utiliza o uniforme de acordo com sua era. Até os tênis são de cada época, como os antigos Converse All-Star de pano, assim como o clássico Converse Weapon de Magic Johnson.

O game completo contará com times de todos os tempos de todas as franquias, assim como times das décadas e o popular All-Star Teams, com os melhores de cada conferência. 

Pessoalmente achei incrível, pois a rivalidade entre Bird e Johnson foi o que transformou “Lakers versus Celtics and the NBA Playoffs” num clássico dos games. Publicado originalmente para DOS, o game se tornou um sucesso no Mega Drive. Ele ajudou a formatar os jogos de esportes que viriam a seguir, com equipes e jogadores reais. 

O jogo

Mas chega de falar de times e lendas, e vamos ao game. “NBA 2k21” não é um game difícil de se jogar. Pelo contrário, os fundamentos básicos são bem simples, como arremesso, passe, bloqueio e topo. 

É possível cavar faltas se jogando no chão, quando o adversário com a bola invade o garrafão. Mas nem sempre o árbitro cai na história.

Testamos o game no PS4, em que os gatilhos permitem jogadas mais elaboradas, triangulações, que fazem até o menos habilidoso dos jogadores se tornar um Phill Jackson do joystick. 

Gráficos

Visualmente o game é muito legal. A sensação de estar na quadra é muito realista, com direito ao cronômetro de arremesso na linha de lance livre, manifestações do público e até mesmo os mascotes. 

São elementos que a gente não consegue enxergar em “FIFA” ou “PES”, tal como em “Madden NFL”, pelo fato de as proporções do campo serem muito superiores que de uma quadra.

A dica é: se o amigo for jogar a demo, esqueça dos Bucks e dos Clippers (sem desmerecê-los), concentre todas as suas rodadas nesse clássico celestial, que só pode existir no mundo dos games. E mesmo sendo um fã dos Celtics, recomendo optar pelos Lakers, pois eles jogam como a Alemanha de 2014, a diferença que tm um grande adversário do lado oposto.

Disponível para PC, PS4, Xbox One, Nintendo Switch, Google Stadia, Android, iOS e posteriormente PS5 e Xbox Series X.