Cuidar do meio ambiente parece uma das fortes tendências de moda da atualidade. Não só a preservação da Amazônia, mas também a crescente preocupação da indústria fashion, uma das maiores poluidoras do planeta, em reduzir a emissão de resíduos e buscar novas formas de fazer roupa. E o “estar na moda” em nada é pejorativo ou torna o assunto menos importante. Pelo contrário, quem trabalha com sustentabilidade comemora o momento.

“A moda é uma plataforma que viraliza mensagens, tem uma excelente vocação para isso. A tendência predominante agora é a sustentabilidade. E, há 11 anos, meu sonho era que esse assunto virasse moda. Queremos que a prática de uma empresa inspire a de outras”, afirma Chiara Gadaleta, criadora do Eco Era, projeto iniciado em 2008.

“A marca está engajando fornecedores com o intuito de que, no futuro, possamos ter boa parte da coleção produzida de forma sustentável”
Alexandre Martins
Estilista da linha jeans masculina da Forum

A ativista é uma das partes envolvidas na nova coleção da Forum, lançada nessa sexta-feira, na CasaCor Minas, instalada neste ano no Palácio das Mangabeiras, na região Sul de Belo Horizonte. A marca, que tem histórico de engajamento em causas ligadas ao meio ambiente, é uma das muitas no Brasil que procuram caminhos diferentes para a produção de peças. Para a temporada, a aposta envolveu a ONG SOS Mata Atlântica.

“Olhamos para fotos de satélite de áreas desmatadas e fizemos recortes nas imagens para criar as quatro estampas para as T-shirts”, conta Bruno Delfino, coordenador de estilo da Forum. As camisas estarão disponíveis em todas as franquias e multimarcas da grife e, a cada vendida, R$ 5 serão revertidos para o projeto.

Forum

Mesa redonda com estilista da Forum e ativistas chamou a atenção para a disseminação de práticas sustentáveis

Missão

Para Marcia Hirota, diretora da ONG, uma das questões mais caras é mostrar às pessoas o lugar que se habita. “Temos a missão, há mais de três décadas, de levar esse olhar para o público. A Mata Atlântica atinge 17 estados brasileiros onde vivem dois terços da população brasileira. Para nós, esta é uma oportunidade de dialogar com mais e mais pessoas. Todos precisam saber de onde vem o produto, mas sobretudo como as empresas estão compensando o meio ambiente”, destaca.

O bioma é o mais ameaçado do país e mantém apenas 12,4% de áreas originais e preservadas. “O desenvolvimento do Brasil passou pela destruição da Mata Atlântica, com a exploração do Pau Brasil, por exemplo. Precisamos manter o que ainda temos e plantar mais coisas. É um trabalho de conscientização, de cobrança dos governos, precisamos de todo mundo. Seja divulgando as causas, falando sobre as boas iniciativas. Tentamos representar a sociedade, acompanhar o que acontece em Brasília, mas também precisamos do apoio das pessoas, da comunidade”, observa Afra Balazina, diretora de comunicação da SOS Mata Atlântica.

Leia mais:

Projeto cria de mobiliário a acessórios a partir de roupas com defeito e garrafas pet

Sempre de 'bad hair day': só 4,9% das brasileiras estão felizes com os cabelos

Saia midi é protagonista de looks elegantes a descolados; peça é boa pedida para o trabalho

Forum

Jeans Forum Green

Além disso

Carro-chefe da grife, o jeans agora tem nova linha sustentável, batizada de Forum Green. As peças passam por processo de lavagem inovador, economizando energia e 90% de água, além de utilizar produtos químicos extraídos da própria natureza.

O software EIM (Environmental Impact Measurement), obrigatório a todos os fornecedores da linha Green, mede o impacto ambiental do processo. “O controle da sustentabilidade na produção industrial fica complexo, mas temos tentado, feito o possível para tornar o caminho melhor. O produto final fica mais caro, e isso é um complicador”, reflete Bruno Delfino, coordenador de estilo da Forum.

O plano, segundo a marca, é aumentar gradativamente a linha Green, com mais tecidos reciclados e aviamentos sustentáveis. “Quando você faz uma coisa com consciência, pensa duas vezes. Vamos mudando coisas do dia a dia na construção de coleção, para entregar um mundo melhor”, conclui Delfino.

Confira as demais estampas das camisas Forum + SOS Mata Atlântica. Veja também os jeans da linha Forum Green: