O isolamento social imposto pela pandemia do novo coronavírus tem levado muitos tutores de pet a evitarem de levá-los a clínicas veterinárias ou petshops para serviços como banho e tosa. Neste contexto, alguns cuidados, antes feitos por profissionais, passaram a ser executados pelos próprios donos, em casa. Caso do corte das unhas, que precisa estar em dia tanto nos cães quanto nos gatos. 

Cachorros que vivem em quintais com piso de cimento, por exemplo, precisam ter apenas uma das unhas cortadas, conforme explica a veterinária Adriana Souza dos Santos, da AmahVet Clínica Veterinária. "Qualquer piso áspero promove o desgaste da unha, então eles precisam ter cortada a do “quinto” dígito, equivalente ao dedão dos humanos, pois este é o único que não encosta no chão”, ensina a profissional.

Os cuidados com a "pedicure" dos mascotes não são meramente estéticos. Aparar as unhas corretamente melhora a qualidade de vida e evita problemas nos coxins, as almofadinhas das patas, que podem até ser perfuradas conforme o tamanho da unha.

Confira na galeria abaixo dicas para fazer o serviço em casa em segurança: