Maior parte das pessoas se alimenta só quando está com fome ou com vontade de comer, mas poucos realmente se preocupam com o poder que os alimentos têm sobre nosso corpo e, principalmente, sobre nossa mente. Desenvolvida na Índia há mais de 5 mil anos, considerada, portanto, a mãe de todos os sistemas de cura, a medicina ayurvédica prova que os alimentos podem ser tanto remédio quanto veneno. Um curso realizado no próximo fim de semana em Belo Horizonte explica o porquê.

É com base nos doshas que as dietas devem ser pensadas, ensina o psicólogo e terapeuta ayurveda Eugênio Flávio Vaz de Oliveira, referindo-se a pitta, vata e kapha - três constituições metabólicas, que são individuais, mas podem combinar entre si. "Podem (os alimentos) tanto promover o equilíbrio quanto desequilibrar", diz o profissional, um dos organizadores do curso.

Voltadas para profisisonais que atuam com o ayurveda e também para nutricionistas, as aulas acontecem nos dias 31 de agosto e 1º de setembro, na Casa Ayurveda, no bairro Cruzeiro, Zona Sul da capital. As inscrições podem ser feitas pelos telefones (31) 98655-6001 (Luiz Fernando) e (31) 98270-6103 (Eugênio). 

Regras

Especialista em medicina ayurvédica, a nutricionista Juliana Paz, que irá ministrar o curso, diz que a regra é alimentar-se com base no fogo digestivo, ou seja, na sensação de fome. Ela explica que os alimentos devem neutralizar as características dos doshas e, ao invés de exarcebá-los, equilibrar o organismo  

Naturalmente "esquentadas", pessoas do tipo pitta, por exemplo, devem evitar preparos quentes, muito condimentados, que irão ressaltar e, assim, desequilibrar características já presentes. Vattas, por sua vez, que costumam ter pouco apetite, devem não só seguir uma rotina alimentar como privilegiar alimentos de rápida digestão, como frutas, raízes e grãos. Já os do tipo kapha, que, desequilibrados, têm tendência à letargia, devem consumir receitas estimulantes, que aceleram o metabolismo, e riscar do menu doces e gorduras, que aumentam a sensação de "peso". 

Ficou curioso e interessado no assunto? Confira reportagem completa na edição digital do próximo fim de semana e, a partir de domingo (1º), no hojeemdia.com.br/plural. 

Leia mais:

Ayurveda une boa alimentação, yoga, massagens e fitoterapia para curar

Detox permanente: livrar-se de toxinas melhora o humor, a memória e até reduz infecções

Aperta, estica, puxa e cura: Yoga Massagem Ayurvédica é convite à entrega total