Foi-se o tempo que aquele televisor de tubo a cores, com acabamento em madeira, era o mestre de cerimônia da sala anos seguidos. Hoje a tecnologia dos televisores está cada vez mais dinâmica, e os aparelhos que foram lançados no ano passado com resolução 8K já deixaram de ser a bola da vez. A Samsung leva para a Consumer Electronic Show, a CES 2021, as novidades para televisores em que a cereja do bolo é o Micro LED. 

Trata-se de uma nova tecnologia que elimina a iluminação de fundo da TV e cada LED se incumbe de projetar a própria luz. Segundo os executivos, cada micro LED tem um micrômetro de diâmetro e é cerca de 40 vezes menor que um LED convencional. 

Dessa forma, a marca garante que cada LED fica responsável por iluminar cada pixel da tela. Com isso, a sul-coreana garante melhor qualidade de contraste e cores, uma vez que cada ponto tem iluminação própria.

Vendas

De acordo com a marca, a tecnologia irá incorporar a linha Neo QLED, que chega este ano ao Brasil, com aparelhos que terão resolução 4K e 8K. A nova vai remover definitivamente as bordas. Enquanto na QLED há um contorno estreito no final da tela, a tela da nova linha se encaixa diretamente na peça lateral de metal. 

Por hora é o que a Samsung se limita a informar. Ainda não há informações sobre especificações de tamanhos de tela, mas é fato que as televisões com Micro LED se posicionarão no topo da linha, acima da QLED e Crystal.

Controle sem pilha

Outra novidade é o controle remoto que dispensa pilhas. Ele tem desenho semelhante ao modelo atual, com poucos botões. A grande diferença é que ele utiliza uma tela fotovoltaica para converter luz natural ou artificial em eletricidade para as baterias internas. Trata-se de uma tecnologia que é comum em calculadoras e que promete ser uma solução para reduzir o descarte de pilhas.

E para fechar a lista de novidades, a marca sul-coreana também anunciou a expansão do aplicativo TV Plus. Trata-se de um serviço que agrega conteúdos de diferentes canais e que são disponibilizados gratuitamente. Os executivos da Samsung afirmam que estão em negociações com emissoras locais para agregar conteúdos ao app.